118 países membros da Organização das Nações Unidas (ONU), entre os quais que se inclui Portugal, solicitaram aos respetivos governos que incluam o desporto e a atividade física nos planos de recuperação pós-COVID 19 e que as estratégias nacionais para um desenvolvimento sustentável não deixem de fora o desporto.

Numa declaração conjunta sobre o impacto do COVID 19 nos setores do desporto, atividade física e bem-estar, bem como no desenvolvimento pessoal, os países signatários do documento destacam a contribuição do desporto e da atividade física na promoção de áreas como a educação, desenvolvimento sustentável, paz, cooperação, solidariedade, inclusão social e saúde.

A iniciativa segue-se à da Comissão Europeia que recentemente convidou os Estados-Membros a utilizarem os fundos europeus para mitigar as consequências da pandemia no setor desportivo europeu. Adicionalmente, os ministros do desporto dos 27 Estados-Membro já ratificaram a importância do desporto na sociedade durante a crise de COVID 19 e a necessidade de apoiar o setor na fase de recuperação.

O reagendamento de competições desportivas, como os Jogos Olímpicos em Tóquio, são, segundo a declaração do grupo das Nações Unidas, um símbolo de unidade e solidariedade no momento de recuperação da pandemia. Num evento virtual realizado há alguns dias, o presidente do Comité Olímpico Internacional, Thomas Bach, tinha já afirmado “O mundo pós-coronavirs vai beneficiar do desporto. E estamos prontos para contribuir para a sua nova forma, estamos prontos para tornar o mundo um lugar melhor através do desporto”.

Artigos Relacionados

Patrocinadores/Parceiros Nacionais