Skip to content

Federação Equestre Portuguesa

A modalidade foi introduzida nos Jogos Olímpicos em Paris 1900, tendo estado ausente em St. Louis 1904 e Londres 1908. Em Helsínquia 1952 foi aberta a participação às mulheres.

Este é a única modalidade olímpica que envolve animais (cavalos), e na qual homens e mulheres competem em igualdade de condições. É disputada em três disciplinas - Curso Completo de Equitação (CCE), Obstáculos e Ensino - individualmente e por equipas.

O CCE é uma competição combinada de provas de Ensino, Raide e Saltos de Obstáculos, realizadas ao longo de quatro dias.

Na prova de Obstáculos, o cavaleiro tem de efetuar um circuito que inclui determinado tipo de obstáculos, com água, paredes simuladas, barreiras paralelas e triplas, sendo o objetivo o de testar a habilidade do cavaleiro e a capacidade de salto do cavalo.

Na prova de Ensino, o cavaleiro faz movimentos obrigatórios, em sequência pré-estabelecida, denominada de “reprise”, numa área de 60m x 20m.

Presidente

Bruno Pinto Rente