O presidente do Comité Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, reafirmou esta quarta-feira, após a reunião da Comissão Executiva (CE), a vontade de “organizar os Jogos Olímpicos no próximo verão, num ambiente seguro para todas as pessoas envolvidas”.

Thomas Bach disse estar muito satisfeito “com o total apoio de todos os envolvidos” nos Jogos Olímpicos e informou que as próximas semanas serão “intensas quanto aos diferentes cenários relativos às contramedidas para enfrentar a COVID-19. Continuamos muito focados em oferecer Jogos seguros e de sucesso no próximo ano.”

O presidente da Comissão de Coordenação de Tóquio 2020, John Coates, no seu relatório para a CE, forneceu uma atualização sobre os principais projetos a serem consumados nos próximos meses, sendo essencial para a realização de uns Jogos seguros e bem-sucedidos o planeamento de medidas para fazer face à COVID-19. Embora esse trabalho vá ser feito em contínuo até aos Jogos, o objetivo é ter compilado um plano-base no final de 2020 – uma atualização sobre este assunto será feita pelo Comité Organizador de Tóquio 2020 na 10.ª reunião da Comissão de Coordenação entre 24 e 25 de setembro.

O COI e o Comité Organizador de Tóquio 2020 destacaram o compromisso contínuo de analisar a viabilidade e o impacto sofrido pelo orçamento dos Jogos, com os principais elementos a serem discutidos durante a próxima reunião da Comissão de Coordenação.

O presidente da Comissão de Coordenação dos Jogos Olímpicos de inverno Pequim 2022, Juan Antonio Samaranch, informou existir uma estreita colaboração com as autoridades de Pequim e Hebei, e também com o governo nacional da China, para mitigar qualquer impacto negativo que o COVID-19 possa ter na organização do evento.

Samaranch descreveu o planeamento a desenvolver no próximo inverno, a consumar numa série de eventos de teste oficiais. Pequim 2022 está em contacto direto com as Federações Internacionais, desenvolvendo planos para diferentes cenários com base na situação COVID-19 mais recente.

 

Patrocinadores/Parceiros Nacionais