Rui Costa é o novo campeão do mundo de ciclismo de estrada, ao vencer esta tarde a prova que terminou na cidade de Florença, em Itália. O ciclista nacional fez história ao conquistar o mais importante título de sempre do ciclismo português. Rui Costa levou a melhor sobre o espanhol Joaquin Rodriguez, batendo-o sobre a meta, ao sprint, quando ambos chegaram à reta final isolados.

O ciclista luso foi o mais forte na prova de 272,3 km corridos entre Lucca e Florença, que incluíam as duras subidas de Fiesole, com a extensão de 4,37 quilómetros e uma inclinação média de 5,2 por cento, e de Via Salviati, com apenas 600 metros, mas com rampas que atingem os 16 por cento de inclinação, numa pendente média de 10,2 por cento.

O terceiro classificado foi o também espanhol Alejandro Valverde, colega de equipa de Rui Costa na Movistar, seguido do italiano Vincenzo Nibali, que fechou a prova no 4.º lugar. Este grupo de quatro ciclistas destacou-se na 10.ª e última volta do circuito transalpino, sendo que Rodríguez conseguiu abrir vantagem durante grande parte da derradeira volta. Rui Costa ficou sempre na cauda do grupo a gerir o esforço, o que até levou Nibali a contestar a falta de ação do português na fuga. Contudo, na hora da decisão, o ciclista nacional imprimiu um forte ritmo que lhe permitiu regressar à frente da corrida, deixando Nibali e Valverde para trás definitivamente, acabando por vencer ao sprint.

«Nunca pensei vencer esta prova tão importante. Estava numa boa condição física, mas nunca pensei poder vir a ganhar o Mundial. Isto é o sonho de uma vida. Ganhar o Mundial é algo com que se sonha, mas é muito difícil de concretizar», afirmou Rui Costa minutos depois de se ter sagrado campeão do mundo.

Este foi um ano inesquecível para o ciclista da Póvoa do Varzim, que já tinha ganho duas etapas da Volta à França e a Volta à Suíça, onde se sagrou vencedor da prova pelo segundo ano consecutivo.

Nota final para os restantes portugueses em prova, o português Tiago Machado foi 36.º, a 2.01 minutos do compatriota, enquanto André Cardoso abandonou.

 

Classificação final:

1. Rui Costa (Portugal) 7:25:44

2. Joaquín Rodríguez (Espanha), mt

3. Alejandro Valverde (Espanha), 0:00:16

4. Vincenzo Nibali (Itália), 0:00:16

5. Andriy Grivko (Ucrânia), 0:00:31

6. Peter Sagan (Eslováquia), 0:00:34

7. Simon Clarke (Austrália), 0:00:34

8. Maxim Iglinskiy (Cazaquistão), 0:00:34

9. Philippe Gilbert (Bélgica), 0:00:34

10, Fabian Cancellara (Suíça) 0:00:34

Patrocinadores/Parceiros Nacionais