A Ginástica portuguesa fez o pleno no apuramento para os Jogos Olímpicos. Depois de conquistar duas vagas na Ginástica Artística no passado fim-de-semana, com o apuramento de Gustavo Simões e Filipa Martins, hoje foi a vez de Ana Rente e Diogo Abreu assegurarem a qualificação para os Jogos Olímpicos Rio 2016 na prova de Trampolins Femininos e Masculinos, respetivamente.

O Evento-Teste de Ginástica, que era a derradeira prova de apuramento para o maior evento multidesportivo do mundo, terminou da melhor forma para Portugal. Primeiro, na prova feminina, com Ana Rente a garantir a sua terceira participação olímpica consecutiva. A ginasta, que acumula a carreira desportiva com a profissão de médica, ficou no 10º lugar entre 16 ginastas, resultado suficiente para assegurar o passaporte para os Jogos Olímpicos, com uma pontuação total de 95.930 pontos.

Seguiu-se a competição masculina com dois ginastas lusos em competição, o duas vezes olímpico Diogo Ganchinho e Diogo Abreu, que procurava a estreia nos Jogos. A competição foi renhida e decidida quase ao milésimo pontual, com os dois portugueses a ficarem em 4º e 5º lugar das eliminatórias, a fase que decidia o apuramento olímpico de acordo com as regras definidas pela Federação de Ginástica de Portugal, com Diogo Abreu a levar a melhor, com 105.780 pontos contra 105.655 de Ganchinho.

Ficava logo aí decidida a seleção de qual dos ginastas iria representar Portugal, quando faltava ainda disputar a final que reunia os oito melhores. Ironicamente, na final seria Diogo Ganchinho a impor-se, conseguindo inclusivamente chegar ao pódio, saindo do Rio com a medalha de bronze, graças à pontuação de 58.085 contra o sétimo lugar de Diogo Abreu, com 55.345 pontos. Uma medalha de sabor agridoce para Ganchinho que não poderá tentar repetir o feito neste mesmo pavilhão em agosto próximo.

Para Ana Rente esta será a terceira participação depois de um 16º lugar na estreia em Pequim e um 11º lugar em Londres. Para a ginasta, “o objetivo no Rio é chegar à final”, como reconheceu há três semanas em entrevista à Newsletter eletrónica do COP. Já para Diogo Abreu será a estreia em Jogos Olímpicos, aos 22 anos.

Com este apuramento, Portugal aumenta para 63 o número de atletas apurados para o maior evento multidesportivo do mundo, os Jogos Olímpicos, que terão lugar entre 5 e 21 de agosto, no Rio de Janeiro, no Brasil.

A Missão Portuguesa tem já garantidas as seguintes vagas:

• CANOAGEM | 6 vagas: K4 1000m Masculino, C1 200m Masculino e K1 500m Feminino; devido ao apuramento no K4 Masculino, Portugal poderá participar nas provas de K1 e K2 masculino;
• CICLISMO | 4 vagas: Prova de estrada e contrarrelógio;
• EQUESTRE | 1 vaga: Luciana Diniz (Salto de Obstáculos);
• FUTEBOL | 18 vagas: Prova Masculina;
• GINÁSTICA | 4 vagas: Filipa Martins (Artística Feminina), Gustavo Simões (Artística Masculina); Ana Rente (Trampolins Feminino); Diogo Abreu (Trampolins Masculino);
• NATAÇÃO | 2 vagas: Nos 200m Estilos, conquistadas por Diogo Carvalho e Alexis Santos;
• TAEKWONDO | 1 vaga: Rui Bragança (-58kg);
• TÉNIS DE MESA | 3 vagas: Fu Yu (Singulares Femininos), Marcos Freitas (Singulares Masculinos) e Tiago Apolónia (Singulares Masculinos);
• TIRO |1 vaga: Irá competir em duas provas: PAC 10m e Pistola 50m;
• VELA | 5 vagas: Classes 49er (Jorge Lima e José Costa), Laser (Gustavo Lima), Laser Radial (Sara Carmo) e RS:X (João Rodrigues).

A estas acrescem para já 18 no ATLETISMO. Estas vagas terão de ser ratificadas durante o ano de 2016 de acordo com os demais critérios de qualificação definidos por esta federação. Os atletas com mínimos neste momento são: Ana Cabecinha (20km Marcha Feminina), Daniela Cardoso (20km Marcha Feminina), Dulce Félix (Maratona Feminina e 10.000m Femininos), Filomena Costa (Maratona Feminina), Inês Henriques (20km Marcha Feminina), Irina Rodrigues (Lançamento do Disco), João Vieira (20km e 50km Marcha Masculina), Marta Onofre (Salto com Vara), Miguel Carvalho (50km Marcha Masculina), Nélson Évora (Triplo Salto Masculino), Patrícia Mamona (Triplo Salto Feminino), Pedro Isidro (50km Marcha Masculina), Rui Pedro Silva (Maratona Masculina), Sara Moreira (10.000m Femininos e Maratona Feminina), Sérgio Vieira (20km Marcha Masculina), Susana Costa (Triplo Salto Feminino), Susana Feitor (20km Marcha Feminina), Vanessa Fernandes (Maratona Feminina), Vera Santos (20km Marcha Feminina), Tsanko Arnaudov (Lançamento do Peso Masculino) e Yazaldes Nascimento (100m Masculinos).

São 21 atletas com mínimos mas como existem cinco atletas na prova de 20km Marcha Feminina e outras quatro atletas na Maratona Feminino, apenas contabilizamos três vagas em cada disciplina, o que reduz o número de apurados no Atletismo para 18 em virtude do limite de três atletas por país nas provas em questão. De referir que na Marcha Feminina, tendo em conta os critérios de seleção definidos pela Federação Portuguesa de Atletismo, das cinco atletas com mínimos, já é garantida a presença de Ana Cabecinha e Inês Henriques, faltando apenas definir quem ocupará a terceira e última vaga, entre Daniela Cardoso, Susana Feitor e Vera Santos.

Artigos Relacionados

Ginástica
1.02.2014