João Pereira alcançou um magnífico 2º lugar na quinta etapa do Campeonato do Mundo de Triatlo, que decorreu este domingo (noite em Portugal) em Chicago, EUA. Com este resultado, que se segue ao 3º lugar obtido na etapa anterior, em Londres, o triatleta passa de 9º a 5º melhor atleta do ranking mundial WTS.

À frente de João Pereira, apenas o espanhol Javier Gomez Noya, o atual número um e campeão mundial em 2008, 2010 e 2013 – vencedor de quatro das cinco etapas WTS até agora realizadas –  que terminou a prova em 01:47:21 horas, com oito minutos de avanço do atleta português (01:47:29), que ultrapassou na última volta de corrida o número 2 do mundo e vencedor em Londres, o espanhol Mario Mola (01:47:40)

“Senti-me muito bem, apesar de ter sido uma prova muito difícil, com muita humidade. Senti mais dificuldades no último segmento, mas na última volta o meu treinador, Lino Barruncho, deu-me a indicação de que Mario Mola também estava em dificuldades e disse para eu dar o máximo que ia -conseguir ultrapassá-lo. Foi o que fiz e estou muito feliz por este resultado”, declarou o triatleta de 26 anos antes de subir ao pódio na cidade norte-americana, que recebeu pela primeira vez uma prova World Triathlon Series (WTS).

João Pereira competiu em quatro das etapas do Campeonato do Mundo (WTS) até ao momento disputadas. Por ordem cronológica, foi 18º em Auckland, 9º na Cidade do Cabo, 3º em Londres e 2º agora em Chicago, quando faltam as etapas de Hamburgo e Estocolmo para a grande finalíssima que, este ano, se disputa em Edmonton, no Canadá, de 26 de agosto a 1 de setembro.

Também Miguel Arraiolos esteve em plano de destaque ao conseguir um 12º lugar, na quinta etapa do Campeonato do Mundo de Triatlo. João Silva está definitivamente em maré de azar: não terminou a prova devido a problemas mecânicos com a sua bicicleta.

Miguel Arraiolos foi o 37º atleta a sair da água, mas foi recuperando lugares ao longo da prova, na distância olímpica – que se realizou com uma temperatura a rondar os 30 graus e uma humidade de 67% – terminando em 12º lugar, com o tempo de 01:49:09 horas.

Com este resultado, o atleta do Benfica subiu do 63º lugar do ranking WTS, com que terminou 2013, para o 34º lugar e contribuiu, de forma muito importante, para que a presença de três atletas masculinos (número de vagas máximo para Portugal nos homens) nos Jogos Olímpicos do Brasil se torne uma realidade.

Este ano, nas quatro etapas em que competiu do Mundial, não terminou em Auckland, foi 47º lugar em Auckland, 26º em Londres e agora 12º.

TEXTO: Federação de Triatlo de Portugal

Patrocinadores/Parceiros Nacionais