Italy's Vezzali competes against Japan's Nishioka during their women's Individual Foil round of 32 fencing competition at the ExCel venue at the London 2012 Olympic Games
Medalhas 0Ouro 0Prata 1Bronze
A Esgrima é um desporto de combate, que usa três armas de lâmina: florete, sabre e espada. É apenas uma das quatro modalidades que tem mais destaque em todos os Jogos Olímpicos modernos. A Esgrima exige uma combinação de um excelente trabalho de pés e lâmina de forma rápida e precisa.
saiba mais em http://www.fpe.pt/

As origens da Esgrima não são localizáveis no tempo, pois é sabido que as espadas sempre ocuparam um lugar de relevo nas sociedades e culturas mais antigas. Há registos que apontam para o uso de espadas 20 séculos antes de Cristo, na China. Na Antiguidade greco-romana usavam-se espadas curtas, enquanto a Idade Média foi o tempo das espadas longas e pesadas, usadas a duas mãos.

Com os mosqueteiros da Corte de Luís XIII nasceu a técnica e o manejo de lâminas mais ligeiras. Há muitas menções a provas de esgrima, seja nos combates de gladiadores, seja nos torneios de nobres medievais, até aos famosos duelos de espada do Romantismo.

Como Desporto, pode ter começado na Alemanha, no século XV, altura em que também foi muito popular em Espanha. Em 1872, com a escola de Joinvile, começaram a formar-se Mestres de Armas com um sentido mais desportivo do que guerreiro, sublimando a elegância, mesmo alguma cortesia, e a técnica em vez de força. Além da espada, começou a usar-se o florete, mais preciso no toque, e o sabre, uma arma tradicional dos magiares.

Quando surgiram os Jogos Olímpicos, era uma modalidade muito em voga e por isso englobou o programa desde o início, em florete e sabre, com espada a fazer a sua entrada em 1900. As mulheres (só florete) começaram a competir a partir dos Jogos de 1956 em espada e em espada só desde 1996.

Resultados

sem resultados

+ Atletas de Esgrima

Patrocinadores/Parceiros Nacionais