Atletismo, triatlo, judo, karate e ténis foram algumas das modalidades em que os atletas portugueses estiveram em destaque nas competições internacionais do último fim-de-semana.

 

Atletismo

Para além da realização do Campeonato de Portugal Absolutos em Pista Coberta que decorreu no Pombal que consagrou os novos campeões nacionais da especialidade, o fim-de-semana fica ainda marcado por Patrícia Mamona que brilhou no Meeting de Madrid. A atleta olímpica portuguesa arrecadou a medalha de bronze no triplo salto e ainda um novo recorde nacional de pista coberta com 14,44m, acrescentando 8 cm à marca anterior.

 

Triatlo

João Silva juntou mais uma medalha ao seu currículo, ao terminar na 3ª posição a Taça do Mundo de Triatlo que se realizou em Cape Town, África do Sul, a apenas 16 segundos do vencedor, o britânico Alex Yee. O português Ricardo Batista terminou em 42º lugar, Vasco Vilaça foi 55º enquanto que Miguel Arraiolos não terminou a prova.

Já na Elite feminina, Melanie Santos foi a melhor portuguesa ao terminar em 14º lugar, seguida por Helena Carvalho em 22º e Andreia Ferrum em 53º.

 

Judo

No Grand Prix de Paris, foi Bárbara Timo que esteve em destaque ao conquistar a medalha de bronze em -70kg ao derrotar a marroquina Assmaa Niang.

Na mesma competição, Rochele Nunes terminou em 7º lugar a prova de +78kg.

A comitiva portuguesa foi ainda composta pelos judocas Anri Egutidze (-81kg, eliminado na ronda 2), Jorge Fonseca (-100kg), Joana Diogo e Catarina Costa (-48kg),  Mariana Esteves (-52kg), Telma Monteiro 8-57kg, eliminada na ronda 2), Yahima Ramirez (-78kg) e Patrícia Sampaio (-78kg, eliminada na rona 2).

 

Karaté 

No Campeonato da Europa de Karate, que decorreu na Dinamarca, Portugal somou medalhas de bronze e ouro.

Ana Oliveira sagrou-se campeã da Europa Sub-21 em kumite (+68kg) e subiu ao lugar mais alto do pódio.

As medalhas de bronze, em kata, foram para os cadetes Natacha Fernandes e Martim Sousa e para o junior Pedro Carvalho.

 

Ténis

A seleção nacional feminina de ténis, garantiu no Luxemburgo a permanência no grupo 2 da zona Europa-África da Fed Cup, ao vencer a congénere da Bósnia-Herzegovina, depois de ter também batido a África do Sul. Nos dois primeiros jogos da pool, Portugal tinha sido derrotado por Israel e pelo Luxemburgo, garantido assim a permanência no último jogo.

 

(na fotografia: Paris Grand Slam 2019, -70 kg, BRONZE MAR NIANG vs POR TIMO © Di Feliciantonio Emanuele / International Judo Federation)

 

 

Patrocinadores/Parceiros Nacionais