Portugal ganhou a sua primeira medalha de Ouro da história dos Jogos Europeus! A equipas masculina de Ténis de Mesa venceu a final da competição frente à França por 3-1, com vitórias nos jogos de singulares e derrota na partida de pares. O herói improvável acabou por ser o jovem João Geraldo, de apenas 19 anos, que viveu uma semana de sonho. Entrou no Top-100 do Ranking Mundial ITTF, foi chamado à equipa das quinas devido à lesão de João Monteiro, e venceu a partida decisiva da final, sendo o único dos três mesatenistas lusos que não perdeu um único jogo de singulares em Baku.

Ao terceiro dia de competição nos Jogos Europeus, Portugal ganha a primeira medalha de ouro em Baku, juntando esta medalha aos dois bronzes do Triatlo e Canoagem.

Portugal entrou forte na final com Tiago Apolónia a bater de forma contundente o seu companheiro de equipa na Alemanha (Saarbrucken), Adrien Mattenet, por 3-0, com os parciais  de 13-11, 11-9 e 11-6.

Marcos Freitas foi o segundo a competir, contra o jovem de 20 anos Simon Gauzy. O madeirense, nº 1 português e 10º do ranking mundial ITTF venceu por 3-2, com os parciais de 11-8, 10-12, 11-8, 9-11 e 11-5, num jogo de grande emoção e disputado até ao fim, onde Marcos Freitas quase anulou uma larga vantagem de cinco pontos no 4º set.

Portugal ficava a um jogo do Ouro e seguia-se a partida de pares, onde a dupla Tiago Apolónia/João Geraldo chegava incólume, dado ter ganho todos os três jogos disputados nas fases anteriores.

A dupla entrou muito mal no jogo e viu-se a perder por 0-2. No terceiro set a dupla nacional voltou a exibir-se a um nível inferior ao habitual permitindo seis match points à dupla Gauzy/Lebesson. A verdade é que foi nesse momento que Apolónia e Geraldo uniram forças e anularam a vantagem, acabando por bater os gauleses no 3º set por 13-11. Com a vantagem anímica desta recuperação épica, a dupla portuguesa venceu o 4º set por 12-10 e levou a decisão para a negra. Infelizmente, os gauleses acabaram por se impor no 5º e último set, adiando a vitória lusa. O encontro de pares terminou com 2-3 para a França com os parciais de 5-11, 6-11, 13-11, 12-10 e 6-11.

Ficava nas mãos de João Geraldo a possibilidade de Portugal conquistar o ouro sem ter de recorrer à negra. E o jovem de 19 anos não tremeu perante tamanha responsabilidade. Fez uma partida categórica, dominou os três sets de início ao fim e fechou o encontro com 3-0 sobre Adrien Mattenet com os parciais de 11-4, 12-10 e 11-9, conduzindo Portugal à conquista do Ouro!!!

Depois do título europeu por equipas em Lisboa em setembro último, a equipa portuguesa junta o título nos Jogos Europeus afirmando-se como a maior potência do Ténis de Mesa do Velho Continente no último ano.

No final a equipa estava eufórica. “Estamos muito contentes e orgulhosos por conseguirmos a primeira medalha de Ouro para Portugal nuns Jogos Europeus. Esperemos que motive ainda mais os nossos colegas que ainda vão competir. Continuo a querer conquistar ainda mais medalhas!”, afirmou Marcos Freitas no final.

Tiago Apolónia falou sobre um momento que podia ter sido decisivo. “Depois de eu e o Marcos termos ganho os jogos de singulares, sabíamos que estávamos a um pequeno passo do ouro. Entramos tranquilos, sabendo que tínhamos três jogos para chegar à vitória. Eles entraram melhores que nós e apesar da recuperação eles acabaram por justificar o triunfo”.

João Geraldo ainda não estava totalmente crédulo do que havia conseguido. “Não pensava em nada disto há um ano. Nem achava possível estar já nestas lutas, num torneio como este. Afirmei-me e mostrei que estou a este nível e que posso ganhar títulos”.

Sobre o jogo decisivo, Geraldo revelou que “estava um pouco mais nervoso” que nas outras fases da competição, “mas consegui manter a calma com a ajuda do Francisco [treinador da Seleção em Baku, na ausência de Pedro Rufino] e venci”.

O treinador em Baku dos medalhados de ouro, Francisco Santos, mantém a ambição alta apesar dos títulos conquistados. “Temos muitos objetivos. No imediato revalidar o título europeu do ano passado e a médio prazo prepararmos da melhor forma os Jogos Olímpicos do Rio em 2016 para termos uma prestação ao nível de uns campeões da Europa”, concluiu.

Portugal sobe ao 10º lugar do medalheiro em Baku, com uma medalha de ouro e duas de prata ao terceiro dia de competição na primeira edição dos Jogos Europeus que decorre até 28 de junho na capital do Azerbaijão.

Artigos Relacionados

Morrer na praia
27.06.2015
Lisboa2Baku
10.04.2015
Ténis de Mesa
1.02.2014

Patrocinadores/Parceiros Nacionais