Mariett Matias, coordenadora técnica para a Natação Adaptada da Federação Portuguesa de Natação (FPN), recebeu esta quarta-feira, na sede do Comité Olímpico de Portugal (COP), em Lisboa, o diploma de Mestrado Executivo em Gestão das Organizações Desportivas (MEMOS), concluído com a dissertação titulada “Desenvolvimento e Implementação de um Programa de Natação Adaptada a nível das comunidades locais, em Portugal”.

José Manuel Constantino, presidente do COP, felicitou a técnica da FPN, manifestando a sua satisfação pelo “brilhante trabalho” desenvolvido no MEMOS, e a FPN, por ter apoiado dois projetos de Mestrado Executivo em Gestão das Organizações Desportivas – o de Mariett Matias e o de João Nuno Graça, que no dia 14 de novembro de 2017 recebeu igualmente o seu diploma, depois da defesa da dissertação com o título “A certificação como uma ferramenta para o desenvolvimento das organizações desportivas”.

Mariett Matias recordou que, “pela primeira vez no MEMOS, o movimento olímpico e paralímpico caminharam lado a lado”, o que permitiu que o tema da tese incidisse sobre um projeto e modelo de desenvolvimento da natação para pessoas com deficiência, a aplicar em Portugal, “mas que pode ser reproduzido em qualquer país com as devidas alterações, esperando contribuir no final para o aumento do número de pessoas com deficiência que pratiquem natação.”

Por seu lado, o presidente da FPN, António José Silva, recordou: “Quando nos lançaram o desafio de incluir na FPN a natação para pessoas com deficiência, aceitámo-lo, porque acreditamos que a natação deve estar unida numa só Federação Desportiva. No futuro queremos desenvolver estrategicamente a natação para pessoas com deficiência baseando-nos em três vértices de ação: captação de novos praticantes, jovens esperanças e o grupo de alto rendimento abrangendo todas as categorias de deficiência.”

Patrocinadores/Parceiros Nacionais