A 48.ª Assembleia Geral dos Comités Olímpicos Europeus (COE) realizou-se em Varsóvia, Polónia, com a participação do Presidente do Comité Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, que incentivou os COE a aproveitar o grande sucesso dos Jogos Europeus 2019, em Minsk, para prosseguirem um caminho de boas realizações.

Bach destacou igualmente a eficiência e o dinamismo dos 50 Comités Olímpicos Nacionais Europeus, agradecendo-lhes a contribuição dada ao Movimento Olímpico, e reforçou o apelo à unidade, neutralidade política e solidariedade, com o objetivo de materializar a missão olímpica de construir um mundo melhor através do desporto.

O Presidente do COI pediu proteção para o Modelo Europeu do Desporto, prometendo apoio contínuo do COI e lembrando aos delegados que o dinheiro não é um fim, mas apenas um meio de alcançar solidariedade, universalidade e neutralidade.

Janez Kocijančič, presidente dos COE, reiterou a importância da universalidade, da boa governação e da ética em todas as organizações do Movimento Olímpico, tendo apelado para que os Jogos Europeus sejam objeto de melhor integração no ciclo olímpico. “Os Jogos Europeus devem ser uma parte fundamental da qualificação para os Jogos Olímpicos”, defendeu Kocijančič.

A AG dos COE, em Varsóvia, teve por anfitrião o Presidente do Comité Olímpico Nacional da Polónia, Andrzej Krasnicki, e contou com a participação do Ministro do Desporto e Turismo da Polónia, Witold Bańka, que assumirá a presidência da Agência Mundial Antidopagem (WADA) ainda este ano.

A AG foi encarregada de aprovar as contas de 2018, o orçamento para 2020 e as emendas aos Artigos de Associação dos COE, incluindo uma medida baseada nas recomendações do COI sobre igualdade de género, destinadas a dar aos COE um papel de liderança no aumento do número de mulheres em papéis de dirigismo no desporto.

O ex-membro do Comité Executivo do COE e Presidente do Comité Olímpico Eslovaco, Frantisek Chmelar, recebeu a Ordem de Mérito dos COE pelos serviços prestados ao desporto e ao Movimento Olímpico na Europa.

O Comité Olímpico de Portugal esteve representado na AG dos COE pelo seu Presidente, José Manuel Constantino, e pelo Diretor-Geral, João Paulo Almeida.

 

COE distinguem Yaroslava Mahuchikh

Yaroslava Mahuchikh, da Ucrânia, recebeu o prémio Piotr Nurowski para o Melhor Jovem Atleta, após uma votação da AG dos COE.

Mahuchikh, medalha de prata no concurso de salto em altura do Campeonato do Mundo de Atletismo recentemente realizado em Doha, Catar, conquistou o 9.º prémio Piotr Nurowski à frente do nadador Franko Grcic (Croácia)), da ginasta Giorgia Villa (Itália), da ciclista Madis Mihkels (Estónia) e da esgrimista Liza Pusztai (Hungria).

O Prémio para o Melhor Jovem Atleta Europeu foi criado em 2011, em memória de Piotr Nurowski, ex-Presidente do Comité Olímpico da Polónia, que morreu tragicamente num acidente de avião. Ao primeiro classificado é atribuída uma bolsa de estudos no valor de 15 mil euros; ao segundo oito mil euros; ao terceiro cinco mil euros; e os quartos classificados recebem três mil euros.

Patrocinadores/Parceiros Nacionais