A Comissão Executiva (CE) do Comité Olímpico Internacional (COI) tomou esta sexta-feira a decisão de propor o Senegal como sede dos Jogos Olímpicos da Juventude de Verão em 2022. O anfitrião será eleito pela Sessão do COI, que decorre nos dias 8 e 9 de outubro, em Buenos Aires.

A proposta da CE baseia-se no relatório da Comissão de Avaliação do COI, presidida pelo vice-presidente Uğur Erdener, que disse: “O COI teve a sorte de encontrar quatro parceiros de qualidade a representar o continente africano no processo de seleção de anfitrião dos Jogos Olímpicos da Juventude 2022. Todos os quatro candidatos têm a capacidade de proporcionar Jogos Olímpicos da Juventude de sucesso e oferecem muitas oportunidades:
• O Botswana, o mais pequeno dos quatro países candidatos, propôs um projeto convincente, baseado na capital Gaborone, que ajudaria a desenvolver a visão de longo prazo do país para os jovens e para o desporto.
• A Nigéria, o país mais populoso da África, propôs um projeto muito sólido e compacto na capital Abuja, um projeto também totalmente alinhado com a estratégia nacional para o desporto e juventude.
• A Tunísia apresentou um projeto robusto envolvendo Tunis, La Soukra, Radès e o resort turístico, à beira-mar, de Yasmine-Hammamet. A visão do projeto está alinhada com o objetivo do governo de qualificar os jovens.”

O COI reconheceu, no entanto, que o Senegal oferece um projeto igualmente forte e as maiores oportunidades neste momento. A candidatura está centrada em três locais: a capital, Dakar; a nova cidade de Diamniadio; e a estância costeira de Saly. O projeto do Senegal está ligado à estratégia de desenvolvimento abrangente, em especial o plano do governo nacional “Senegal emergente”, que prevê grandes melhorias económicas.

O Presidente do COI, Thomas Bach, disse: “É a hora de África… a África é a casa de muitos atletas olímpicos bem sucedidos e proeminentes. A África é um continente da juventude. É por isso que queremos levar os Jogos Olímpicos da Juventude 2022 a África e ao Senegal. Eles apresentaram um projeto baseado numa visão forte para a juventude e o desporto. Há muitas oportunidades e vamos esforçar-nos juntos numa parceria forte, visionária, responsável e inspiradora dos Jogos da Olímpicos da Juventude.”

A sessão do COI realizada em fevereiro deste ano, em PyeongChang, decidiu por unanimidade que a organização próxima edição dos Jogos Olímpicos da Juventude em 2022 seria atribuída ao continente africano.

Patrocinadores/Parceiros Nacionais