O papel do árbitro e os fatores que levam à sua tomada de decisão foram aspetos centrais do webinar “A tomada de decisão na arbitragem” que a Comissão de Arbitragem e Ajuizamento Desportivo (CAAD) do Comité Olímpico de Portugal (COP) debateu hoje.

Neste que foi o primeiro de uma série de três webinares a desenvolver até ao final do ano pela CAAD sobre a temática da tomada de decisão, o convidado foi o professor da Faculdade de Motricidade Humana Pedro Passos, que defendeu a importância de conhecer, controlar e treinar os fatores e constrangimentos que podem limitar e influenciar a ação do árbitro na sua atuação em competição.

Para Pedro Passos, a arbitragem e ajuizamento é essencialmente condicionada por fatores de contexto e envolvimento – o clima, a audiência, o local; fatores inerentes à tarefa – os atletas, a equipa técnica, as tecnologias auxiliares; e fatores individuais – a relação com os outros e as características físicas e emocionais do árbitro.

Este triângulo de fatores associado ao treino da perceção visual levam o árbitro a “estar no espaço certo, na altura certa para percecionar aquilo que é mais relevante”.

Para o professor, outro dos fatores determinantes para o sucesso da tomada de decisão do árbitro é o treino “dentro do campo” em contexto de treino real das equipas, tal como acontece na NBA – só assim se poderão replicar os constrangimentos que acontecem em contexto de competição e treiná-los.

Em momento de debate com os participantes que acompanharam a iniciativa online e gerido por Paulo Duarte da CAAD, foi ainda possível aprofundar a necessidade do treino psicológico, o impacto emocional dos fatores externos e as tecnologias ao serviço do árbitro. Na impossibilidade de controlar todos os fatores e eliminar a subjetividade, Pedro Passos acredita que “quando temos dúvidas, o mais simples é o melhor” e por isso o árbitro deve ter “âncoras” que lhe permitam fixar-se no que é mais importante, naquilo que tem de fazer e não naquilo que está a acontecer externamente à sua volta. “O árbitro deve ser a autoridade dentro de campo, respeitado por tudo e por todos”, conclui.

O ciclo de conversa da CAAD sobre a tomada de decisão continua com mais duas sessões, a 12 de novembro e a 16 de dezembro – mais informações serão divulgadas oportunamente.

A sessão de hoje pode ser revista no facebook oficial do COP.

Patrocinadores/Parceiros Nacionais