O Conselho da Europa (CE) desenvolveu em Estrasburgo, no âmbito de uma iniciativa parlamentar, a audição de especialistas em integridade no desporto, com o propósito de identificar soluções práticas e medidas concretas que permitam ultrapassar os bloqueios políticos e legais na aplicação da Convenção do CE sobre a Manipulação de Competições Desportivas, em vigor desde 1 de setembro.

Após uma reunião de trabalho com o relator desta moção de resolução – o deputado suíço Roland Buchel -, foram convidados a usar da palavra em audição com os deputados europeus os seguintes especialistas:

Vincent Ven – FIFA
João Paulo Almeida – Comité Olímpico de Portugal (COP)
Claudio Marinelli – Interpol
Corentin Segalen – French National Platform
Giancarlo Sergi – GLMS

Neste evento integrado nas comemorações dos 70 anos do CE, o diretor-geral do COP, João Paulo Almeida, teve ocasião de elencar as vulnerabilidades que os agentes e as organizações desportivas enfrentam no terreno, e abordou o impacto da ausência de liderança política para uma resposta concertada da Europa ao fenómeno da manipulação das competições desportivas.

João Paulo Almeida propôs a adoção obrigatória de programas de educação e prevenção em integridade, para a atribuição de licenças desportivas a atletas, árbitros e treinadores, bem como a rápida formalização de uma Plataforma Nacional em Portugal, conforme previsto na Convenção.

Artigos Relacionados

Integridade
20.07.2016

Patrocinadores/Parceiros Nacionais