Assinala-se hoje o Dia Mundial do Refugiado, dedicado à consciencialização sobre a situação dos refugiados em todo o mundo.

O Comité Olímpico Internacional (IOC), através da Solidariedade Olímpica, e a Agência para os Refugiados das Nações Unidas (UNHCR) estão unidos no desenvolvimento de um programa global que permita a integração social dos refugiados através no desporto e do qual Portugal faz parte com o projeto “Viver o Desporto, Abraçar o Futuro“. Farid Walizadeh (Boxe) e Dorian Keletela (Atletismo) estão a ser apoiados em Portugal ao abrigo deste projeto.

A nível mundial, a Solidariedade Olímpica apoia vários atletas que treinam para integrar a Equipa Olímpica de Refugiados que vai competir em Tóquio 2020. Hoje, a partir das 17h30 – hora de Lisboa – o Presidente do IOC Thomas Bach irá anunciar os atletas que compõem o grupo de treino subsidiado pelo IOC. Esta cerimónia poderá ser seguida em direto no Youtube e Twitter. A composição final da equipa será conhecida em junho de 2020.

Este projeto do IOC, que é aplicado pelo Comité Olímpico de Portugal, pretende ser um símbolo de esperança e um sinal para a comunidade internacional de que os refugiados enriquecem a sociedade em que estão inseridos. Através do programa de apoio aos atletas refugiados, é oferecida a possibilidade de acesso a condições de treino para que possam continuar a perseguir os seus sonhos desportivos e construir o seu futuro.

Patrocinadores/Parceiros Nacionais