António Guterres, novo secretário-geral das Nações Unidas, fez há momento o juramento da Carta das Nações Unidas, no último ato antes de assumir as funções para as quais foi eleito, a partir de 1 de janeiro de 2017, num mandato de cinco anos.

O novo secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, revelou estar preparado para se envolver pessoalmente na resolução de conflitos, acentuando a importância de apostar na prevenção:  “Estou preparado para me envolver pessoalmente na resolução de conflitos onde isso trouxer um valor acrescentado, reconhecendo o papel de liderança dos Estados-membros”.

Na sua intervenção, Guterres falou em inglês, francês e espanhol.

O juramento de António Guterres foi acompanhado na tribuna pelos presidentes de vários órgãos das Nações Unidas, pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, pelo primeiro-ministro, António Costa, e pelos diplomatas que representam os grupos regionais.

Patrocinadores/Parceiros Nacionais