A Agência Mundial de Antidoping (AMA) decidiu, esta sexta-feira, suspender a acreditação do laboratório de Lisboa, pelo que está impedido de realizar qualquer análise de urina e sangue.

A falta de independência do laboratório, os atrasos dos resultados dos relatórios e falhas na aplicação de métodos obrigatórios para deteção de substâncias foram alguns dos problemas apontados pela AMA e que já tinham sido comunicados à ADoP.

Por motivos semelhantes — e vários outros, incluindo a comprovação de doping sistemático no atletismo russo e más práticas do seu centro de análises -, a acreditação também foi retirada, hoje, ao laboratório de Moscovo.

Nos termos do artigo 13.7 do Código Mundial Antidoping, o laboratório poderá apelar da decisão para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) no prazo de 21 dias a contar da receção da notificação.

Leia aqui o comunicado da AMA.

Patrocinadores/Parceiros Nacionais