Integrada na nas celebrações do Dia Olímpico, teve hoje lugar a cerimónia de atribuição do grau Doutor Honoris Causa ao Comité Olímpico de Portugal pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD), num evento que decorreu na aula magna da Universidade. Com a atribuição deste importante grau honorífico a UTAD pretendeu homenagear o COP “pelos relevantes serviços prestados ao desporto português, pela disseminação dos valores relativos aos ideais olímpicos na sociedade portuguesa e pelos significativos resultados desportivos de todos os atletas olímpicos, com especial destaque aos medalhados e aos quatro campeões Carlos Lopes (Los Angeles, 1984); Rosa Mota (Seul, 1988); Fernanda Ribeiro (Atlanta, 1996) e Nelson Évora (Pequim, 2008)”.

O Presidente do COP, José Manuel Constantino, recebeu o grau Doutor Honoris Causa das mãos do Magnífico Reitor da UTAD, António Fontainhas Fernandes, e revelou o grande orgulho por este reconhecimento. “É um momento de alegria, uma alegria partilhada com todos que fazem parte da família olímpica, mas também um ato carregado de uma enorme responsabilidade. Ao figurar na galeria de personalidades notáveis e nomes incontornáveis da nossa história a quem a UTAD atribuiu este grau é conferido o reconhecimento honorífico a uma instituição centenária pelos seus serviços na promoção do desporto e do olimpismo, mas também é vincada a responsabilidade dos que hoje a representam de tudo fazerem para dignificarem a sua missão e, a cada momento, saberem prestigiar o olimpismo e o desporto nacional.”

O reitor da UTAD, António Fontaínhas Fernandes, salientou que a academia quis homenagear o COP “pelos relevantes serviços prestados ao desporto português, pela disseminação dos valores relativos aos ideais olímpicos na sociedade portuguesa e pelos significativos resultados desportivos de todos os atletas olímpicos. O espírito dos atletas é algo que devemos relevar. O espírito de missão, o saber trabalhar em grupo, a capacidade de sofrimento e de acreditar. Valores que devem ser transferidos para os mais jovens nesta fase de enorme complexidade que o país está a atravessar”.

O trabalho desenvolvido pelo Comité Olímpico de Portugal ao longo de mais de 100 anos de história no nosso país, foi amplamente elogiado por Emídio Guerreiro, Secretário de Estado do Desporto e Juventude e Padrinho Institucional desta atribuição, assim como por Jorge Olímpio Bento, Padrinho do Doutorando. O trabalho na promoção do Olimpismo, os esforços para o desenvolvimento do desporto nacional e as representações nos Jogos Olímpicos desde 1912 foram alguns dos motivos apontados por estas duas personalidades no seu discurso durante a cerimónia.

Presentes estiveram ainda alguns nomes históricos do desporto nacional, e da história olímpica portuguesa, como os campeões olímpicos Rosa Mota e Carlos Lopes, o medalhado olímpico Nuno Delgado, bem como outras figuras institucionais ligadas ao olimpismo e ao desporto em geral, como o ex-Presidente do COP, José Vicente Moura, Carlos Marta, Augusto Baganha, Hermínio Loureiro, José Garcia, João Neto, entre outros, numa plateia que praticamente lotou a capacidade da aula magna da Universidade.

Patrocinadores/Parceiros Nacionais