Depois dos Jogos do Mediterrâneo de praia, o ténis volta a integrar uma Missão de Portugal, desta vez nos primeiros Jogos Mundiais de praia, em Doha. Henrique Freitas e Pedro Maio são a dupla masculina que entra na areia do Catar com um objetivo bem definido: “Passar a ronda inicial e chegar aos quartos-de-final seria positivo”.

Henrique Freitas não tem dúvidas em assumir que esta será uma competição difícil, já que “conta com os melhores atletas do Mundo, oriundos de países com uma forte tradição no ténis de praia”. O calor é mais um adversário a ultrapassar. “Estamos habituados a jogar ao sol mas nunca com valores a rondar os 37 ou 38 graus”, diz.

Garantir a qualificação para marcar presença nesta competição não foi fácil. Henrique Freitas recorda que na reta final, sem a presença ainda assegurada, foi preciso pontuar em várias provas para garantir um lugar entre as 16 duplas presentes. Agora, a “expectativa é elevadíssima”. Integrar uma Missão multi-desportiva “mostra o caminho ascendente que o ténis de praia tem vindo a percorrer”. A competição de ténis tem início a 12 de outubro e no final da participação os tenistas portugueses querem “obter bons resultados para que a participação global do país seja positiva”.

Patrocinadores/Parceiros Nacionais