Portugal terminou mais um Europeu de Ténis de Mesa com grande brilhantismo, somando três medalhas em três provas distintas: ouro (João Monteiro em pares mistos), prata (Fu Yu em singulares femininos) e bronze (Tiago Apolonia e João Geraldo em pares masculinos).

O primeiro  a subir ao pódio em Budapeste, na Hungria, foi João Monteiro, ao lado da sua mulher Daniela, que assim juntou o título europeu de pares mistos aos títulos europeus de equipas e de pares que já tinha no seu vasto currículo. João e Daniela, que compete pela Roménia, venceram a final da competição, jogada contra o par sueco Mattias Karlsson / Matilda Ekholm, por 3-2 com os parciais de 11-5,12-10,5-11,6-11,12-14. De manhã já tinham jogado a meia final, vencendo o par romeno Ovidiu Ionescu / Bernadette Szocs por 3-0 (9-11,6-11,8-11).

Seguiram-se Tiago Apolónia e João Geraldo que alcançaram a medalha de bronze na competição de pares masculinos do Campeonato da Europa, a segunda de Portugal no evento da capital húngara. Apolónia e Geraldo perderam nas meias-finais com os polacos Jakub Dyjas e Daniel Gorak por 2-4 (9-11, 10-12, 11-9, 11-7, 6-11, 9-11), garantindo assim o terceiro lugar do pódio.

Por fim, Fu Yu conquistou a medalha de prata, feito que constitui o melhor resultado de sempre do ténis de mesa feminino português. A internacional lusa, já detentora de duas medalhas de bronze em Europeus, igualou o título alcançado por Marcos Freitas em Ecaterimburgo 2015.

A olímpica portuguesa, 37.ª do ranking mundial perdeu na final com a turca Melek Hu (n.º 27 do mundo), por 1-4 (3-11, 2-11, 4-11, 12-10, 7-11-7). Nas meias-finais, derrotou a romena Elizabeta Samara, n.º 32 do ranking e campeã europeia em título, por 4-3 (11-8, 10-12, 11-5, 11-13, 12-14, 11-8, 11-8).

Portugal sai da capital húngara com três medalhas – João Monteiro alcançou o ouro em pares mistos, competição na qual fez dupla com a esposa, Daniela Dodean-Monteiro, e Tiago Apolónia e João Geraldo subiram ao terceiro lugar do pódio em pares masculinos.

João Monteiro: “Terceiro ouro consecutivo”

O atleta luso afirmou que “pelo terceiro ano consecutivo levo uma medalha de ouro para casa, e todas em competições diferentes.”

João Monteiro acrescentou que “estou muito contente por ter sido Campeão da Europa com a minha mulher. Em pares masculinos não consegui revalidar o título europeu, mas apenas perdi para o par vencedor. Em singulares podia ter ido mais longe, mas tive pela frente um polaco em grande forma e estive um pouco condicionado por uma lesão no braço.”

Tiago Apolónia: “Quarto europeu consecutivo com medalhas”

O olímpico português afirmou estar feliz por “sair de mais um Europeu com uma medalha. É o quarto europeu consecutivo em que arrecado medalhas. Estou também satisfeito com a curiosidade de esta ser a terceira medalha na vertente de pares, sendo que a primeira foi conquistada com o Marcos Freitas, a segunda com o João Monteiro e agora com o João Geraldo.”

João Geraldo: “Podemos conquistar medalha de ouro no futuro!”

João Geraldo considera que “é uma sensação espetacular ganhar uma medalha na competição individual. Sabia que eu e o Tiago tínhamos hipóteses de chegar longe, porque jogamos antes juntos noutras competições e acredito que com o nosso potencial podemos conquistar uma medalha de ouro no futuro!”

Texto adaptado de: Federação Portuguesa de Ténis de Mesa

Patrocinadores/Parceiros Nacionais