Foi há precisamente 25 anos que Rosa Mota conquistou a segunda medalha de ouro para Portugal nuns Jogos Olímpicos. A Maratona feminina dos Jogos de Seul foi um marco na história do desporto nacional, com a maratonista portuense a consagrar-se a melhor maratonista do mundo.

Foi ao quilómetro 38 que Rosa Mota desferiu o ataque final, deixando para trás a australiana Lisa Martin e a alemã de Leste Katrin Dorre, entrando no Estádio Olímpico isolada para de braços bem levantados festejar o segundo ouro olímpico do país.

Rosa Mota partia como uma das favoritas, uma vez que tinha ganho seis das sete maratonas em que tinha participado ao longo desse ciclo olímpico, uma das quais no Campeonato do Mundo de Roma, que venceu com incríveis sete minutos e vinte e um segundos de avanço.

Aos 30 anos, Rosa Mota conseguia o seu mais importante triunfo, depois de já ter conquistado dois campeonatos da Europa, um campeonato do Mundo e uma medalha de bronze nos Jogos de Los Angeles em 1984. Contudo, a sua glória não ficaria por aqui e após Seul 1988, Rosa Mota viria ainda a ganhar mais um campeonato da Europa e várias maratonas internacionais de referência.

Patrocinadores/Parceiros Nacionais