Victoria Kaminskaya assegurou hoje um lugar nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016. A portuguesa esteve imparável nos 400 estilos ao bater o seu próprio recorde de Portugal com a marca de 4.42,53 registo que supera o “mínimo A” (4.43,46) e o anterior máximo nacional (4.45,69) obtido pela nadadora do Estrelas S. João de Brito em Málaga a 29 de março de 2015.

Victoria Kaminskaya que integra o Centro de Alto Rendimento de Rio Maior, treinada por Aurélien Gabert, havia ontem batido o recorde nacional dos 200 estilos com 2.14.76 minutos, melhorando o anterior máximo (2.15,47) que já lhe pertencia desde 25 de maio de 2013 também em Coimbra, registo que lhe garantiu “mínimos FPN” para os Jogos do Rio 2016.

Hoje venceu destacada os 400 estilos batendo o recorde de Portugal por mais de três segundos uma marca que lhe garante “mínimos A”, entrada direta nos Jogos.  Com “mínimos A” para o Rio 2016 estão seguros Diogo Carvalho e Alexis Santos (200 estilos).

Ainda na jornada de hoje do Meeting Cidade de Coimbra, Miguel Nascimento esteve também em plano de destaque ao vencer os 200 mariposa com “mínimos FPN” para os Jogos Olímpicos do Rio 2016 e Mundial de Budapeste 2017.

O nadador do Estrelas São João de Brito triunfou os 200 mariposa com 1.57,36 minutos superando o recorde pessoal que (1.58,75) desde 19 de dezembro de 2015 na mesma piscina.

No segundo lugar, a dois segundos do vencedor, ficou Nuno Quintanilha (Colégio Vasco da Gama) e o terceiro foi Luís Pereira (Benfica (2.03,71).

Recorde-se que na primeira jornada do Meeting Cidade de Coimbra Tamila Holub venceu os 800 livres com recorde de Portugal (8.36,21) e a par do já mencionado Miguel Nascimento e de Ana Catarina Monteiro possui “mínimos FPN” (Mínimo B) para os Jogos do Rio 2016, o que não garante para já o apuramento olímpico pois ficam dependentes de um lugar elegível no ‘ranking’ de cada especialidade.

O número de vagas conseguidas pela Missão Portuguesa sobe assim para um total de 75, em treze modalidades, aos quais se poderá juntar Francisca Laia, da Canoagem, cujo apuramento está pendente de oficialização pela Federação Internacional da modalidade. A saber:

• BADMINTON | 2 vagas: Pedro Martins (Singulares Masculinos) e Telma Santos (Singulares Femininos);

• CANOAGEM | 6 vagas: K4 1000m Masculino (Fernando Pimenta), C1 200m Masculino e K1 500m Feminino (Teresa Portela); devido ao apuramento no K4 Masculino, Portugal poderá participar nas provas de K1 e K2 masculino;

• CICLISMO | 6 vagas: 4 na Prova de estrada e contrarrelógio; 2 em BTT;

• EQUESTRE | 1 vaga: Luciana Diniz (Salto de Obstáculos);

• FUTEBOL | 18 vagas: Prova Masculina;

• GINÁSTICA | 4 vagas: Filipa Martins (Artística Feminina), Gustavo Simões (Artística Masculina); Ana Rente (Trampolins Feminino); Diogo Abreu (Trampolins Masculino);

• NATAÇÃO | 3 vagas: Nos 200m Estilos, conquistadas por Diogo Carvalho e Alexis Santos, e nos 400m Estilos, conquistada por Victoria Kaminskaya;

• TAEKWONDO | 1 vaga: Rui Bragança (-58kg);

• TÉNIS DE MESA | 5 vagas: Fu Yu (Singulares Femininos) e Shao Jieni (Singulares Femininos), Marcos Freitas (Singulares Masculinos), Tiago Apolónia (Singulares Masculinos) e atleta a definir para prova de Equipas Masculinas;

• TIRO | 1 vaga: Irá competir em duas provas: PAC 10m e Pistola 50m;

• TRIATLO | 3 vagas: João Pereira, João Silva e Miguel Arraiolos (Prova Masculina)

• VELA | 5 vagas: Classes 49er (Jorge Lima e José Costa), Laser (Gustavo Lima), Laser Radial (Sara Carmo) e RS:X (João Rodrigues).

 

A estas acrescem para já 20 no ATLETISMO. Estas vagas terão de ser ratificadas durante o ano de 2016 de acordo com os demais critérios de qualificação definidos por esta federação. Os atletas com mínimos neste momento são: Ana Cabecinha (20km Marcha Feminina), Daniela Cardoso (20km Marcha Feminina), Dulce Félix (Maratona Feminina e 10.000m Femininos), Filomena Costa (Maratona Feminina), Inês Henriques (20km Marcha Feminina), Irina Rodrigues (Lançamento do Disco), João Vieira (20km e 50km Marcha Masculina), Jessica Augusto (Maratona Feminina), Marta Onofre (Salto com Vara), Miguel Carvalho (50km Marcha Masculina), Nélson Évora (Triplo Salto Masculino), Patrícia Mamona (Triplo Salto Feminino), Pedro Isidro (50km Marcha Masculina), Ricardo Ribas (Maratona Masculina), Rui Pedro Silva (Maratona Masculina), Salomé Rocha (10.000m Femininos), Sara Moreira (10.000m Femininos e Maratona Feminina), Sérgio Vieira (20km Marcha Masculina), Susana Costa (Triplo Salto Feminino), Susana Feitor (20km Marcha Feminina), Vanessa Fernandes (Maratona Feminina), Vera Santos (20km Marcha Feminina), Tsanko Arnaudov (Lançamento do Peso Masculino) e Yazaldes Nascimento (100m Masculinos).

São 24 atletas com mínimos mas como existem cinco atletas na prova de 20km Marcha Feminina e outras cinco atletas na Maratona Feminino, apenas contabilizamos três vagas em cada disciplina, o que reduz o número de apurados no Atletismo para 20 em virtude do limite de três atletas por país nas provas em questão. De referir que na Marcha Feminina, tendo em conta os critérios de seleção definidos pela Federação Portuguesa de Atletismo, das cinco atletas com mínimos, já é garantida a presença de Ana Cabecinha e Inês Henriques. Pelos critérios da Federação Portuguesa de Atletismo deverá ser a atleta Daniela Cardoso a ocupar a terceira e última vaga da marcha feminina, faltando a confirmação oficial da FPA.

Artigos Relacionados

Natação
1.02.2014