A Tocha Olímpica Rio 2016 foi hoje acesa em Olímpia, na Grécia, com a atriz grega Katerina Lehou, que desempenhou o papel da mais alta sacerdotisa, a acender a Chama Olímpica no berço dos Jogos Olímpicos. Foi assim dado início a uma semana de celebrações no país, com a Tocha a percorrer alguns locais do país de origem dos Jogos Olímpicos.

Recorrendo ao método tradicional, em que se usa um espelho côncavo que converge a luz solar para um só local, a chama acendeu-se e iniciou de imediato a viagem em direção aos Jogos Olímpicos Rio 2016. A honra de ser o primeiro atleta a transportar a Tocha Olímpica coube ao ginasta grego Eleftherios Petrounias, que depois a passou ao jogador brasileiro de voleibol Giovane Gavio.

A tocha fará agora um percurso por várias cidades de Atenas seguindo depois para a sede do Comité Olímpico Internacional, em Lausana, na Suíça, partindo em seguida para o Brasil, onde chegará a 3 de maio. A Tocha Olímpica começará depois uma digressão por 328 cidades brasileiras até chegar ao Rio de Janeiro, a 5 de agosto, para o início dos Jogos Olímpicos. Cada um dos 12 mil condutores percorre 250 metros com a tocha num total de 20 mil quilómetros por terra.

 

Rosa Mota transportará a Tocha no dia 26 de abril

No dia 26 de abril, em Maratona, a campeã olímpica Rosa Mota será uma das várias personalidades convidadas para transportar a Tocha. A Vice-Presidente do Comité Olímpico de Portugal estará em terras helénicas a partir do próximo dia 22 de abril, visitando além de Maratona outras cidades como Olímpia e Atenas, participando em diversas iniciativas, algumas com crianças, onde irá falar da sua experiência, os valores olímpicos e a importância do desporto na vida, assim como correr a primeira volta das finais nacionais escolares de Corta-Mato, ao lado dos jovens.

 

Créditos Fotos: Milos Bicanski/Getty Images | IOC

Artigos Relacionados