Foram apresentados hoje, ao final da tarde, os equipamentos oficiais da Equipa Olímpica de Portugal, que irá representar as cores nacionais nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. O evento decorreu na Doca de Santo, em Alcântara, em Lisboa, com o Rio Tejo e o Navio-Escola Sagres, que será a Casa de Portugal no Rio, como pano de fundo, tendo a apresentação estado a cargo de Jani Gabriel, cara conhecida da televisão portuguesa.

E os protagonistas foram alguns dos atletas que fazem parte da Equipa Olímpica Rio 2016, que por uma tarde assumiram o papel de modelos e desfilaram na passerelle montada junto ao Navio-Escola Sagres. Inês Henriques, Jéssica Augusto, Miguel Carvalho, Nélson Évora, Patrícia Mamona e Susana Costa, todos do Atletismo, Pedro Martins do Badminton, Francisca Laia da Canoagem, Luciana Diniz, do Equestre, Nuno Saraiva e Sergiu Oleinic do Judo, Victoria Kaminskaya da Natação, Rui Bragança do Taekwondo, João Pereira e Miguel Arraiolos do Triatlo e Sara Carmo da Vela foram os 16 atletas que revelaram os equipamentos oficiais da Equipa Olímpica.

A Salsa e a Joma são as empresas responsáveis pelo design e produção das duas linhas de vestuário que a Equipa Olímpica irá vestir no Rio de Janeiro. A Salsa, empresa de denim, é responsável pelo traje oficial que a Missão Portuguesa irá usar no desfile da Cerimónia de Abertura, marcada para dia 5 de agosto, no mítico Estádio do Maracanã. As peças, exclusivamente criadas pelo departamento de estilismo da marca portuguesa, têm uma linha mais formal e outra mais informal, ambas com look denim, inspirada na tendência Patch, incorporando os emblemas oficiais e decorativos, tais como o coração de viana em filigrana, a bandeira de Portugal, excertos do hino português, e a cruz da ordem de cristo, conferindo um look mais atual e jovem.

A tradição de Portugal, as conquistas, o azul do mar e a sua energia, foram o ponto de partida para criar algo diferente e intimamente ligado ao ADN da Salsa, rompendo com os fardamentos clássicos usados habitualmente.

A Salsa criou ainda uma coleção limitada, composta por Polo e T-Shirt para homem e por Top e Polo para senhora que estará à venda a partir de 17 de julho até final dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Já a JOMA, empresa 100% espanhola dedicada à fabricação e comercialização de material desportivo, é a empresa que desenhou e produziu toda a linha desportiva de equipamentos da Equipa Olímpica de Portugal aos Jogos Rio 2016. A coleção é constituída por um conjunto de peças, entre elas o traje das cerimónias de pódio que, obviamente, todos esperam possam ser usados algumas vezes no Rio de Janeiro.

Os padrões destes equipamentos são distintos para homem e mulher e foram desenvolvidos em exclusivo pela JOMA, através de mais de 20 profissionais da empresa que compõe a área criativa da marca, na sede central situada em Portillo de Toledo, perto de Madrid. Uma equipa composta por desportistas, alguns dos quais olímpicos!

O design reconhece a marca Portugal para que a roupa engrandeça o sentimento e o orgulho de cada atleta por pertencer à Equipa Olímpica lusa. Outra das preocupações da JOMA no desenvolvimento destes equipamentos foi estarem adaptadas ao clima do Rio de Janeiro.

 

Gil será a mascote de Portugal nos Jogos Olímpicos

A conhecida mascote Gil, criada em 1998 por ocasião da Expo 98 que teve lugar em Lisboa, foi readotada pelo Comité Olímpico de Portugal, em parceria com a Fundação Gil, e irá figurar em vários eventos da Equipa Olímpica até à partida para o Rio de Janeiro. Concebida pelo pintor António Modesto e pelo escultor Artur Moreira, foi selecionada de entre 309 projetos. O seu nome evoca um grande navegador português (Gil Eanes que dobrou o cabo Bojador em 1434). De entre 765 propostas, o nome que acabaria por ser escolhido veio da Escola do Ensino Básico de Barrancos, pela mão do aluno José Luís Coelho.

Nascido das profundezas do oceano, o Gil é uma gota de água alegre e divertida. Um conceito que vem ao encontro da Equipa Olímpica de Portugal que terá também que atravessar todo um oceano para chegar ao Rio. Após a Expo 98, o Gil esteve na origem da criação da Fundação Gil em 1999, pois foi adotado como mascote desta instituição de responsabilidade social, à qual empresta o seu nome, e que tem como missão a promoção do bem-estar clínico, social e emocional das crianças e jovens doentes, através da criação de estruturas de apoio que lhes permitam melhorar a sua qualidade de vida, acelerar, em alguns casos, o regresso à família, e sonhar com a possibilidade de recuperar em pleno os seus projetos de vida.

Também o Gil desfilou esta tarde em Lisboa, com uma linha de roupa idêntica à dos atletas, que irá vestir em todos os eventos em que marcar presença até agosto.

Artigos Relacionados