No dia em que se celebram os 100 dias para a cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016, que terá lugar no dia 5 de agosto, no emblemático Estádio do Maracanã, o Comité Olímpico de Portugal e a Marinha Portuguesa assinalaram a data com a iniciativa Abraço Olímpico. Junto ao Cristo Rei, em Almada, perto de 900 pessoas fizeram um logotipo humano gigante dos Jogos Olímpicos Rio 2016, a que se juntaram elementos da Banda da Armada que fizeram o número 100. Entre as cerca de 900 pessoas estavam mais de 30 atletas olímpicos e alguns treinadores a representantes federativos. A coreografia do evento esteve a cargo do Ginásio Clube Português.

Os atletas presentes foram: Ana Cabecinha (Atletismo), Marta Onofre (Atletismo), João Vieira (Atletismo), Vera Santos (Atletismo), Pedro Isidro (Atletismo), Sérgio Vieira (Atletismo), Patrícia Mamona (Atletismo), Yazaldes Nascimento (Atletismo), Rui Pedro Silva (Atletismo), Jéssica Augusto (Atletismo), Fernando Pimenta (Canoagem), Emanuel Silva (Canoagem), João Ribeiro (Canoagem), Teresa Portela (Canoagem), Filipa Martins (Ginástica), Diogo Abreu (Ginástica), Diogo Ganchinho (Ginástica), Telma Monteiro (Judo), Célio Dias (Judo), Sergiu Oleinic (Judo), Joana Ramos (Judo), Diogo Lima (Judo), Carlos Luz (Judo), Nuno Delgado (Judo – Coordenador Nacional Técnico), Nuno Quintanilha (Natação), Isabel Ozório (Râguebi), Leonor Amaral (Râguebi) e Inês Marques (Râguebi), Jorge Lima (Vela), José Costa (Vela), Mariana Lobato (Vela).

Este foi um evento único e que celebra de forma marcante esta data simbólica dos 100 dias para o Rio 2016, naquela que será a primeira edição da história do maior evento multidesportivo do mundo num país de língua portuguesa. Abraço Olímpico foi o nome desta iniciativa uma vez que não só o logotipo oficial dos Jogos simboliza um abraço como o objetivo deste evento era unir Portugal e Brasil, através da união dos povos, desde o Cristo Rei em Almada, até ao Corcovado, no Rio de Janeiro. Uma mensagem forte que mereceu até acompanhamento na Globo, a maior cadeia de TV do Brasil e a detentora dos direitos de transmissão dos Jogos Olímpicos no país que sediará o evento.

Esse abraço será simbolicamente transportado pelo Navio Escola Sagres, que será a Casa de Portugal no Rio de Janeiro durante os Jogos Olímpicos, e que esteve ancorado na Doca de Alcântara esta tarde, enquadrado com o Cristo Rei, para acompanhar de perto o Abraço Olímpico.

Após um almoço que contou com vários convidados institucionais do COP e da Marinha, o Navio Escola Sagres foi palco de um programa especial da RTP1, o “Agora Nós”, com apresentação de Tânia Ribas de Oliveira e José Pedro Vasconcelos, e que contou com vários convidados do universo olímpico nacional, desde o Presidente do COP, José Manuel Constantino, a atletas olímpicos do passado, como Nuno Delgado, Naide Gomes ou Joana Pratas (que irá fazer a travessia atlântica a bordo do Navio Escola Sagres), e atletas da atual equipa olímpica, como Filipa Martins, Telma Monteiro, Jorge Lima, José Costa, Emanuel Silva, Fernando Pimenta ou Jéssica Augusto.

A bordo do Navio, foi possível a todos assistir através de imagens o que se passava junto ao Cristo Rei, onde cerca de 900 pessoas, entre atletas, funcionários dos diversos parceiros e patrocinadores do COP e anónimos que se juntaram ao repto lançado pelo COP, em conjunto com a RTP e RFM, numa campanha de apelo à participação que foi promovida ao longo da última semana, faziam o logotipo humano do Rio 2016, aos quais se juntaram elementos da Marinha para fazerem o número 100.

Em simultâneo, no Brasil, junto ao Corcovado, em direto via RTP, o Cônsul de Portugal no Rio de Janeiro, Nuno Bello, acompanhou o evento que decorreu em Lisboa, através da TV e representou o país do outro lado do Atlântico.

Nota ainda para a parceria com a TAP neste evento, que no momento da formação do logotipo humano teve um dos aviões comerciais que aterrava em Lisboa a passar na rota próxima do Cristo Rei, para simbolicamente saudar todos os presentes.

Entramos assim na reta final rumo aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, que decorrem entre 5 e 21 de agosto. Até ao momento, Portugal conta com 64 atletas apurados distribuídos pelas seguintes modalidades:

  • CANOAGEM | 6 vagas: K4 1000m Masculino, C1 200m Masculino e K1 500m Feminino; devido ao apuramento no K4 Masculino, Portugal poderá participar nas provas de K1 e K2 masculino;
  • CICLISMO | 4 vagas: Prova de estrada e contrarrelógio;
  • EQUESTRE | 1 vaga: Luciana Diniz (Salto de Obstáculos);
  • FUTEBOL | 18 vagas: Prova Masculina;
  • GINÁSTICA | 4 vagas: Filipa Martins (Artística Feminina), Gustavo Simões (Artística Masculina); Ana Rente (Trampolins Feminino); Diogo Abreu (Trampolins Masculino);
  • NATAÇÃO | 2 vagas: Nos 200m Estilos, conquistadas por Diogo Carvalho e Alexis Santos;
  • TAEKWONDO | 1 vaga: Rui Bragança (-58kg);
  • TÉNIS DE MESA | 3 vagas: Fu Yu (Singulares Femininos), Marcos Freitas (Singulares Masculinos) e Tiago Apolónia (Singulares Masculinos);
  • TIRO |1 vaga: Irá competir em duas provas: PAC 10m e Pistola 50m;
  • VELA | 5 vagas: Classes 49er (Jorge Lima e José Costa), Laser (Gustavo Lima), Laser Radial (Sara Carmo) e RS:X (João Rodrigues).

 

A estas acrescem para já 19 no ATLETISMO. Estas vagas terão de ser ratificadas durante o ano de 2016 de acordo com os demais critérios de qualificação definidos por esta federação. Os atletas com mínimos neste momento são: Ana Cabecinha (20km Marcha Feminina), Daniela Cardoso (20km Marcha Feminina), Dulce Félix (Maratona Feminina e 10.000m Femininos), Filomena Costa (Maratona Feminina), Inês Henriques (20km Marcha Feminina), Irina Rodrigues (Lançamento do Disco), João Vieira (20km e 50km Marcha Masculina), Jessica Augusto (Maratona Feminina), Marta Onofre (Salto com Vara), Miguel Carvalho (50km Marcha Masculina), Nélson Évora (Triplo Salto Masculino), Patrícia Mamona (Triplo Salto Feminino), Pedro Isidro (50km Marcha Masculina), Ricardo Ribas (Maratona Masculina), Rui Pedro Silva (Maratona Masculina), Sara Moreira (10.000m Femininos e Maratona Feminina), Sérgio Vieira (20km Marcha Masculina), Susana Costa (Triplo Salto Feminino), Susana Feitor (20km Marcha Feminina), Vanessa Fernandes (Maratona Feminina), Vera Santos (20km Marcha Feminina), Tsanko Arnaudov (Lançamento do Peso Masculino) e Yazaldes Nascimento (100m Masculinos).

São 22 atletas com mínimos mas como existem cinco atletas na prova de 20km Marcha Feminina e outras cinco atletas na Maratona Feminino, apenas contabilizamos três vagas em cada disciplina, o que reduz o número de apurados no Atletismo para 18 em virtude do limite de três atletas por país nas provas em questão. De referir que na Marcha Feminina, tendo em conta os critérios de seleção definidos pela Federação Portuguesa de Atletismo, das cinco atletas com mínimos, já é garantida a presença de Ana Cabecinha e Inês Henriques, faltando apenas definir quem ocupará a terceira e última vaga, entre Daniela Cardoso, Susana Feitor e Vera Santos.

Artigos Relacionados

Casa de Portugal
7.07.2016