A Direção de Medicina Desportiva do Comité Olímpico de Portugal (COP) reuniu em documento um conjunto de recomendações a seguir a propósito da propagação do vírus COVID-19, validadas pela Direção-Geral de Saúde.

São elas:

  • Devem ser canceladas ou adiadas as deslocações, em especial às regiões onde exista transmissão ativa da COVID-19 na comunidade, sendo dada prioridade à utilização de ferramentas de trabalho à distância. A lista dos países onde se verifica transmissão ativa do novo coronavírus é objeto de atualização diária no sítio eletrónico da DGS;
  • Deve igualmente ser evitada a realização de reuniões que, pelo envolvimento de intervenientes internacionais ou pela elevada acumulação de participantes, possam constituir risco de transmissão aumentado. Recomenda-se nomeadamente o adiamento de eventos e o cancelamento da participação de membros do COP em reuniões similares.

Os membros do COP que regressem de viagem de locais afetados devem, de acordo com a informação 005/2020 da Direção-Geral de Saúde, adotar os seguintes procedimentos:

  • Estar atentos ao aparecimento de febre, tosse ou dificuldade respiratória;
  • Verificar se alguma das pessoas com quem conviveu de perto, desenvolveu sintomas (febre, tosse ou dificuldade respiratória);
  • Caso surja algum dos sintomas referidos (no próprio ou nos seus conviventes) ligar de imediato para a linha SNS24 (808 24 24 24), seguir orientações que lhe forem transmitidas e informar o COP). Não se deve deslocar aos serviços de saúde sem ter instruções nesse sentido;
  • Durante os 14 dias após o regresso, mesmo que sem sintomas, deverá promover um distanciamento social responsável, nomeadamente, não permanecendo em locais fechados ou com grande concentração de pessoas.

Todos os elementos do COP devem ainda seguir as seguintes recomendações da DGS:

  • Lavar frequentemente as mãos, com água e sabão, esfregando-as bem durante pelo menos 20 segundos;
  • Reforçar ainda a lavagem das mãos antes e após a preparação de alimentos, antes e depois das refeições, antes e após o uso da casa de banho e sempre que as mãos estejam sujas;
  • Usar, em alternativa, para higiene das mãos, uma solução à base de álcool;
  • Evitar tocar nos olhos, no nariz e na boca com as mãos;
  • Usar lenços de papel de utilização única para se assoar;
  • Deitar os lenços usados num caixote do lixo, logo que possível, e lavar as mãos de seguida;
  • Tossir ou espirrar para o braço com o cotovelo fletido, e não para as mãos;
  • Promover o distanciamento social e evitar cumprimentos com contacto físico.

Informação completa aqui.

Artigos Relacionados

Patrocinadores/Parceiros Nacionais