Alejandro Blanco, Presidente do Comité Olímpico Espanhol (COE), deu hoje a conhecer aos Presidentes e dirigentes de várias federações e associações desportivas nacionais, o modelo de financiamento do projeto olímpico espanhol, numa conferência organizada pelo Comité Olímpico de Portugal, que teve lugar esta tarde, na sua sede, em Lisboa.

Perante um auditório complemente lotado, foram várias as perguntas dos dirigentes federativos nacionais, com particular incidência no programa A.D.O. (Asociación de Deportes Olímpicos) que foi o dínamo de crescimento do desporto espanhol nas últimas três decadas.

Este programa foi lançado por ocasião dos Jogos Olímpicos de Barcelona 1992, numa parceria entre o COE, o Ministério da Educação e Desporto espanhol e a TVE, que assegurou um conjunto de contrapartidas às empresas privadas que apoiassem o desporto no país vizinho. Espaço publicitário na TVE, numa primeira fase, e benefícios fiscais, num segundo momento, permitiram ao COE e ao desporto espanhol não depender na totalidade do financiamento público, angariando um investimento de vários milhões de diversos patrocinadores.

Tal estratégia garantiu um aumento significativo do apoio aos atletas, treinadores, federações e consequente preparação alterando o paradigma em termos de sucesso desportivo, de uma realidade de uma a duas medalhas por edição dos Jogos Olímpicos, para uma média atual de 15 a 20 medalhas.

O galego Alejandro Blanco é Presidente do COE desde 2005, sendo igualmente membro da Comissão Executiva da Associação dos Comités Olímpicos Europeus (EOC), cargo para o cargo foi reeleito em novembro último, tendo assumido a liderança da candidatura de Madrid à organização dos Jogos Olímpicos 2020, para a qual Tóquio acabou por ser a cidade escolhida.

Esta quinta-feira, Alejandro Blanco irá participar num conjunto de reuniões com o COP tendo em vista partilha de conhecimentos, bem como identificação de oportunidades de colaboração entre ambos os Comités.

Patrocinadores/Parceiros Nacionais