O Comité Olímpico de Portugal (COP) toma hoje posição sobre a ausência de Transmissões Televisivas em sinal Aberto de Competições Desportivas internacionais, nas quais participam vários atletas portugueses.

Na nota de imprensa agora enviada para os Órgão de Comunicação Social portugueses estão apresentados os argumentos para a tomada de posição, bem como a avaliação do COP em relação a esta ausência de transmissão televisiva em sinal aberto dos grandes Eventos Desportivos:

“(…) apenas nos meses de julho e agosto do corrente ano, realizaram-se e irão realizar-se as principais competições mundiais nas modalidades olímpicas de natação, atletismo, canoagem e judo.

Competições que contam com a participação de atletas portugueses, medalhados e um campeão olímpico.

Competições, onde atletas portugueses alcançaram medalhas e bateram um recorde do mundo na modalidade com maior historial na participação olímpica portuguesa, e a única que ofereceu campeões olímpicos ao país.

Ora, em todas elas os portugueses ficaram e ficarão privados de acompanhar no serviço público ou em que “operadores que emitam por via hertziana terrestre com cobertura nacional e acesso não condicionado” as prestações desportivas dos seus compatriotas nas mais importantes competições das respectivas modalidades, numa flagrante violação da lei e das responsabilidades de quem tem por missão assegurar o seu cumprimento”

O COP vai fazer chegar a sua posição oficial às entidades competentes e autoridades responsáveis pelo setor do Audiovisual.

Consulte aqui o documento na integra:

Patrocinadores/Parceiros Nacionais