Seis especialistas em medicina desportiva e de luta contra a dopagem vão debater em Lisboa, no dia 21 de Maio, alguns dos temas mais actuais relacionados com estas matérias. O “Colóquio Medicina e Desporto” vai realizar-se no Auditório do Comité Olímpico de Portugal.

A sessão de abertura está marcada para as 8h45, cabendo a primeira prelecção, às 9h15, ao presidente da Autoridade Antidopagem de Portugal, Luís Horta, que irá intervir sobre “A Desinformação na Luta Contra a Dopagem”. O orador seguinte é Marcelo Faina, presidente da Comissão Médica da União Ciclista Internacional (UCI), que abordará o tema “Fadiga e Recuperação – Definições e Estratégias de Aplicação”.

À directora dos Serviços Antidopagem da UCI, Francesca Rossi, cabe explicar “Os Riscos da Contaminação dos Suplementos Nutricionais”. A recente “Política do Não à Seringa”, em implementação pela UCI, será abordada por Mario Zorzoli, conselheiro médico da UCI.

“Problemas Vasculares em Ciclistas de Elite” é o tema da alocução de Olaf Schumacher, membro da Comissão Médica da UCI. O presidente da Federação Europeia das Associações de Medicina Desportiva, Joe Cummiskey, irá aclarar aspectos da “Asma no Desporto: De Onde Viemos e Onde Estamos Agora”.

A organização é uma parceria da Federação Portuguesa de Ciclismo e do Comité Olímpico de Portugal, com o apoio do Instituto do Desporto de Portugal.

Veja aqui o Programa do “Colóquio Medicina e Desporto”.

Para fazer o download da Ficha de Inscrição, clique aqui.

Patrocinadores/Parceiros Nacionais