Hoje, dia 11 de maio de 2020, faz 20 anos que foi inaugurada a atual sede do Comité Olímpico de Portugal (COP), na Travessa da Memória, n.º 36-38, Ajuda, em Lisboa.

A inauguração contou com a presença dos mais altos dignitários políticos e desportivos nacionais, como o Presidente da República, Jorge Sampaio, o Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, João Soares, e o Secretário de Estado do Desporto, Vasco Lynce, entre outros. O Comité Olímpico Internacional (COI) esteve representado pelo seu presidente de então, Juan Antonio Samaranch, que no decorrer da cerimónia condecorou a Campeã Olímpica Rosa Mota com o mais alto galardão desportivo atribuído pelo COI, a Ordem Olímpica.

A atual sede do COP é um projeto arquitetónico da J. A. Arquitectos (Julião Azevedo, Paulo Azevedo, Luís Durão e Isabel Azevedo), que manteve a fachada principal do edifício devoluto existente no local, o antigo cinema “Salão Portugal”.

Inaugurado em 1928, este espaço cultural tinha como objetivo a exibição de filmes e a apresentação de números de variedades. A sua exploração comercial esteve a cargo do proprietário, José Nicolau Veríssimo, até 1935, altura em que passou para a esfera da Sociedade Geral de Cinemas, Lda. No ano seguinte, o “Salão Portugal” é remodelado e passa a dispor de 510 lugares, entre a 1.ª plateia com 340 lugares, a 2.ª plateia com 80, balcão com capacidade para 136 espectadores e 12 camarotes.

No início dos anos 50 do século XX, o cinema começa a perder público e entra em dificuldades financeiras, que culminam com o fechar de portas, em 1977.

De portas fechadas, o edifício devoluto fica praticamente em ruínas, até que em meados de março de 1998 surgem as primeiras conversas sobre a possibilidade de se edificar uma nova sede para o COP. Por ocasião da Exposição Mundial – Expo 98, realizada em Lisboa, é assinado, a 8 de junho de 1998, na presença do presidente do COI, o protocolo de direito de superfície, por um período de 50 anos, entre a Câmara Municipal de Lisboa e o COP, sobre o prédio “Salão de Portugal” e área envolvente. Após a realização de diversas reuniões, nos meses de setembro e outubro, deu-se início ao projeto de execução em novembro de 1998.

Porque o Átrio de Entrada foi considerado o elemento fundamental para a nova sede do COP, foi a partir dele que se criaram as várias propostas e soluções arquitetónicas. Em maio de 1999, iniciaram-se as demolições do “Salão Portugal”, no entanto, a casa do n.º 34 e a loja existente no prédio n.º 36 mantiveram-se àquela data. A primeira, porque ainda era habitada e a segunda porque, segundo consta, não aparecia o proprietário da loja.

A recuperação do “Salão Portugal” manteve o desenho original da fachada e do telhado em toda a frontaria, justapondo-se-lhes uma nova construção na zona posterior do lote com um carácter moderno e atual. Com a demolição do prédio correspondente ao n.º 36 ampliaram-se as áreas ajardinadas contíguas ao edifício, valorizando-se a zona envolvente da Igreja da Memória.

Ao longo dos seus 108 anos de existência, o Comité Olímpico de Portugal, designado como Comité Olímpico Português até à realização da Assembleia Plenária de 4 de junho de 1992, teve a sua sede social em diversos pontos da cidade de Lisboa: na Avenida Braamcamp, onde atualmente está instalado o Tribunal Arbitral do Desporto; e em Algés, de 1992 a 2000, em espaço cedido pela Câmara Municipal de Oeiras e que é atualmente a sede da Confederação do Desporto de Portugal.

 

 

Patrocinadores/Parceiros Nacionais