A 74.ª Sessão da Assembleia Geral (AG) da Organização das Nações Unidas (ONU)adotou uma resolução para a observância da Trégua Olímpica durante os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. A resolução intitulada “Construindo um mundo melhor e pacífico através do desporto e do Ideal Olímpico” foi formalmente apresentada à AG pelo Presidente do Comité Organizador de Tóquio 2020, Yoshiro Mori, em nome do governo do Japão e do Movimento Olímpico, e recebeu o apoio de 186 dos 193 Estados Membros da ONU.

No discurso feito na AG, em Nova Iorque, Estados Unidos, após a adoção da resolução, o Presidente do Comité Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, agradeceu aos Estados Membros da ONU pelo seu apoio, dizendo que a decisão que conduz à Trégua Olímpica fortalecerá os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 como um verdadeiro símbolo de paz no mundo. “Os Jogos Olímpicos são o único evento que reúne o mundo inteiro numa competição pacífica”, disse.

Enfatizando os valores partilhados nos quais a ONU e o COI são fundados, Thomas Bach destacou a importância da paz, solidariedade e respeito num mundo em rápida mudança. “Num mundo frágil como é o atual, vemos os nossos valores e princípios postos em causa de diversas formas, não apenas na comunidade internacional, mas também no desporto”, disse. “O COI está totalmente comprometido em preservar e fortalecer esses valores e princípios de respeito pelo Estado de direito, solidariedade e neutralidade política. Mas o nosso compromisso não é suficiente. Dependemos do apoio de vós, os governos, para a nossa missão e a nossa neutralidade. Por isso, estamos gratos pelo apoio à resolução da Trégua Olímpica. Com ela, também estão a apoiar esses valores e princípios que nos unem. Neste espírito olímpico de universalidade, solidariedade e paz, convido-os a todos a dar as mãos e a celebrar a nossa unidade em toda a sua diversidade, nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 e daí em diante. Vamos demonstrar juntos que a nossa humanidade é mais forte do que todas as forças que nos querem dividir ”.

O consenso em torno a resolução da Trégua Olímpica incluiu os futuros anfitriões dos Jogos Olímpicos: China (Pequim 2022), França (Paris 2024), Estados Unidos da América (Los Angeles 2028) e Itália (Milão-Cortina 2026).

A resolução pede que a Trégua Olímpica seja respeitada sete dias antes do início dos Jogos Olímpicos, a 24 de julho de 2020, até sete dias após os Jogos Paralímpicos (6 de setembro), e possa ser uma oportunidade para aproveitar o desporto na promoção de ações concretas conducentes ao diálogo e à reconciliação. Ao adotar esta resolução, a comunidade internacional das Nações Unidas reconhece o poder do desporto e a relevância dos Jogos Olímpicos para unir o mundo numa competição pacífica, proporcionando esperança para um futuro melhor.

Foto: COI/Greg Martin

Patrocinadores/Parceiros Nacionais