Na oitava e última etapa do Campeonato do Mundo World Triathlon Series, que se realizou este domingo em Edmonton, no Canadá, o português protagonizou uma fantástica recuperação uma vez que saiu da natação na 34ª posição, mas foi sempre a ultrapassar adversários e terminou a prova em 5º lugar, com o tempo de 01:49:44.

“Há um ano tinha estabelecido ficar entre os 25 melhores do mundo e fiquei em 18º. Este ano estabeleci como objetivo terminar a época no top-10. Superei-me pelo dobro e estou muito satisfeito pelo trabalho feito ao longo da época que não é só meu, mas de toda a minha equipa, o treinador, os colegas de treino, o Benfica, a federação”, afirmou João Pereira no final.

“Fiz a prova detrás para a frente. O ciclismo foi muito violento, dei o máximo para recuperar posições. E na corrida, contive-me um pouco pois não me estava a sentir nos melhores dias, mas tentei e consegui sempre controlar os adversários. Estou muito feliz”, comentou.

“Se sinto pressão por já ser o 5º melhor do mundo? Nada disso. Sinto só uma grande confiança”, acrescentou.

João Silva fez também uma excelente prova, terminando em 8º (01:49:55) e Miguel Arraiolos em 32º (01:51:37).

A Finalíssima de Edmonton foi ganha pelo britânico Alistair Brownlee 01:48:44, que cumpriu os 10 km finais de corrida sempre sozinho, seguido pelo espanhol Mario Mola, que foi 2º classificado (01:49:04), Javier Gomez Noya 3º (01:49:07) e Jonathan Brownlee, 4º classificado (01:49:22). A vitória do campeão olímpico, permitiu ao britânico ascender ao 4º lugar do ranking mundial, ultrapassando assim João Pereira.

Nas contas finais do Campeonato do Mundo WTS, Javier Gomez Noya manteve o 1º lugar do ranking e tornou-se o segundo atleta da história da modalidade a sagrar-se pela quarta vez Campeão do Mundo de Triatlo. Tendo terminado sempre no pódio nas últimas 8 edições da competição.

Se João Pereira subiu de 18º para 5º no ranking mundial de 2013 para 2014, João Silva não teve a sua melhor época, mas ainda assim terminou-a na 13ª posição do ranking mundial. O ano passado foi 6º. Já Miguel Arraiolos deu um enorme salto na tabela dos melhores do planeta: de 63º em 2013 para 37º em 2014, o que são excelentes indicativos na caminhada para os Jogos Olímpicos de 2014.

Seguem os links para a classificação final da prova e ranking WTS 2014:

http://www.triathlon.org/results/result/2014_itu_world_triathlon_grand_final_edmonton/264459

http://wts.triathlon.org/results/rankings 

TEXTO: Federação de Triatlo de Portugal

Patrocinadores/Parceiros Nacionais