O Comité Olímpico de Portugal (COP) assinalou esta quinta-feira, em Lisboa, o Dia Internacional da Mulher, numa cerimónia em que distinguiu cinco mulheres com posições de relevo no domínio da investigação em Ciências do Desporto.

As distinguidas foram:

ANALIZA SILVA
Doutorada em Motricidade Humana pela Universidade de Lisboa; pós-doutorada pela Columbia University – EUA; professora Auxiliar com Agregação na Faculdade de Motricidade Humana – Universidade de Lisboa; e investigadora no Centro Interdisciplinar para o Estudo da Performance Humana “CIPER”. Na hora da distinção, Analiza Silva lembrou a importância da Faculdade de Ciência e Tecnologia, do Instituto Português do Desporto e Juventude, e da Faculdade de Motricidade Humana no seu percurso na investigação.

BEATRIZ GOMES
Atleta Olímpica de Canoagem, presente em Pequim 2008 e Londres 2012; doutorada em Ciências do Desporto pela Universidade do Porto; professora Auxiliar na Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade de Coimbra; e investigadora no Centro de Investigação do Desporto e da Actividade Física “CIDAF”. “É ouro sobre azul, estar em casa, no COP, no Dia da Mulher, e ser distinguida. É muito prestigiante e é um estímulo para fazer mais”, disse Beatriz Gomes.

ELISA MARQUES
Doutorada em Atividade Física e Saúde pela Faculdade de Desporto da Universidade do Porto; pós-doutorada em Atividade Física pela Universidade do Porto; pós-doutorada no Laboratório de Epidemiologia e Ciências da População, no Instituto Nacional de Saúde – EUA; professora Auxiliar no Instituto Universitário da Maia; e investigadora no Centro de Investigação em Desporto, Saúde e Desenvolvimento Humano “CIDESD”. “Muito me honra como investigadora e mulher receber esta distinção. É a ciência e aquilo que dá ao desporto o que me move”, sublinhou Elisa Marques.

LUÍSA SOARES-MIRANDA
Doutorada em Atividade Física pela Faculdade de Desporto da Universidade do Porto; pós-doutorada na área do Cancro e Atividade Física pela Universidade do Porto; mestre em Medicina pelo Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar da Universidade do Porto; médica interna no Hospital Pedro Hispano; e investigadora do Centro de Investigação em Atividade Física, Saúde e Lazer “CIAFEL”. “É o reconhecimento de anos de dedicação à ciência, algo que gosto muito de fazer”, disse Luísa Soares-Miranda.

ISABEL MESQUITA
Doutorada em Ciências do Desporto pela Universidade do Porto; professora associada com agregação da Faculdade de Desporto da Universidade do Porto; autora de várias obras de natureza científica; e investigadora no Centro de Investigação, Formação, Inovação e Intervenção em Desporto “CIFI2D”. Isabel Mesquita não pôde estar presente e recebeu a distinção em sua representação João Paulo Vilas-Boas, vogal da Comissão Executiva do COP.

José Manuel Constantino, presidente do COP, destacou o conjunto de cientistas distinguidas por darem “confiança e esperança no futuro”, apesar de todas as dificuldades ultrapassadas pela geração de investigadoras como Leonor Moniz Pereira, professora catedrática jubilada da Faculdade de Motricidade Humana, da Universidade de Lisboa, que abriu a cerimónia com a conferência “Da Ginástica Corretiva à Inclusão no Desporto”. “Valeu a pena. E este é também um tributo e ajuda ao reconhecimento das Ciências do Desporto pelos seus pares”, referiu o presidente do COP.

O secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo, sublinhou que a distinção “só é possível porque foi traçado um caminho rumo à igualdade.”

Carla Gil Ribeiro, vogal da Comissão Executiva do COP, sublinhou que a cerimónia teve “a intenção de chamar a atenção para paridade”, referindo que, “infelizmente, ainda é preciso celebrar” o Dia Internacional da Mulher.

Patrocinadores/Parceiros Nacionais