São 98 os jovens atletas em representação de mais de 60 clubes, de 14 modalidades – Andebol, Atletismo, Canoagem, Ciclismo, Equestre, Ginástica, Golfe,  Judo, Natação, Pentatlo Moderno, Surf, Tiro com Armas de Caça, Triatlo e Vela -, acompanhados por 56 treinadores, que estão a participar no Encontro Nacional de Esperanças Olímpica (ENEO), num fim-de-semana fundamental para a construção do caminho que os poderá levar a representar Portugal nos Jogos Olímpicos Paris 2024.

A abrir o programa que decorre no sábado e no domingo, na Faculdade de Desporto da Universidade do Porto, o Secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo, alertou para a importância que o ENEO pode ter no futuro dos jovens atletas participantes, recorrendo a uma frase já famosa – “sucesso antes de trabalho só mesmo no dicionário” -, sublinhando estar-se a fazer “planeamento e preparação, que são absolutamente essenciais para alcançarmos sucesso.” E afiançou: o ENEO “vai elevar-vos a novos patamares.”

José Manuel Constantino, Presidente do COP, agradeceu à Universidade do Porto a disponibilidade e colaboração na realização do ENEO, tendo desejado, junto dos atletas, “que estes encontros se traduzam em experiências positivas, que juntem valor.”

O Presidente COP agradeceu igualmente às parcerias que permitiram a realização do evento, “desde logo com o Governo”, sublinhando que “o elo fundamental assenta nas federações, nos treinadores e nos atletas.” José Manuel Constantino destacou também o “papel determinante das famílias, o sustentáculo da construção das carreiras desportivas.”

Apontando ao futuro, o Presidente do COP lembrou que “o sucesso é algo inerente às carreiras no alto rendimento”, tendo pontuado um aspeto considerado crítico no trajeto dos atletas: “Quando se perde nem tudo está errado; quando se ganha nem tudo está certo.” Em relação ao objetivo da participação em Paris 2024, José Manuel Constantino disse: “Estou seguro que uma parte significativa dos que aqui estão o vão confirmar. O desporto é também isto, uma parte de construção de sonhos.”

O Presidente do COP pediu aos participantes no ENEO que possam seguir os atletas que em 2019 se destacaram em campeonatos do Mundo, como Jorge Fonseca, João Vieira, Bárbara Timo, Fernando Pimenta, Rui Bragança e Gustavo Ribeiro: “Há exemplos que nos devem inspirar.”

António Fonseca, Diretor da FADEUP, destacou a relação privilegiada que a instituição tem com O COP, dizendo “tudo o que é nosso é vosso.”

O Diretor da FADEUP deixou uma “nota de esperança” aos jovens atletas, “mas as esperanças têm de se concretizar”, disse. “É preciso trabalhar muito, e nós estamos aqui para vos ajudar”, sublinhando o papel que a Faculdade tem desempenhado na investigação científica cujos resultados têm frutificado no trabalho desenvolvido no terreno.

A 1651 dias dos Jogos Olímpicos Paris 2024, Pedro Roque, Diretor desportivo do COP e coordenador do ENEO, referiu que o evento “é um encontro de conhecimentos e de experiências, um encontro entre a ciência e o que se faz no terreno”, o caminho certo “para avançar no Alto Rendimento”

Pedro Roque lembrou  que “Paris 2024, mais do que um sonho, já é um objetivo”, tendo destacado a importância que a integração das esperanças olímpicas em grupos de treino assumiu, em 2019, ao ponto de permitir a consecução de resultados relevantes por atletas que não estavam integrados no Projeto de Esperanças Olímpicas a título individual.

O facto de cerca de 60 clubes estarem representados no ENEO foi considerado pelo Diretor Desportivo como “uma medalha muito importante.”

No final, Pedro Roque entregou a António Fonseca, Diretor da FADEUP, uma lembrança do COP, pela colaboração da Faculdade na realização do ENEO.

 

 

 

Patrocinadores/Parceiros Nacionais