São 107 os jovens atletas de 11 modalidades, acompanhados por 59 treinadores, a participar num fim-de-semana inolvidável para a construção do caminho que os levará a representar Portugal nos Jogos Olímpicos Paris 2024. Tudo está a acontecer no Encontro Nacional de Esperanças Olímpicas.

José Manuel Constantino, presidente do Comité Olímpico de Portugal (COP), enquadrou a realização desta iniciativa na criação de condições para o cumprimento da “estrita obrigação que existe para que as representações nacionais tenham o melhor rendimento.” Na sessão de abertura que decorreu no Centro Cultural de Belém, disse que este é um processo de “mobilização de vontades”, tendo sublinhado o papel que os encarregados da educação desempenham na evolução dos filhos-atletas: “Os pais são um elemento crítico decisivo”, tendo acrescentado ainda que “por trás de qualquer atleta está uma família decisiva para a mobilização de vontades.”

Estimulados a participar na ação “Psicologia e Nutrição”, desenvolvida pela Direção de Medicina Desportiva do COP, os Encarregados de Educação das Esperanças Olímpicas responderam positivamente, tendo comparecido cerca de meia centena.

O presidente do COP esclareceu também qual é o papel da instituição neste caminho: “É para os atletas que nós trabalhamos, mas este é um processo cujo resultado não depende da nossa vontade, mas da preparação, do talento e também do acaso. É necessário que a preparação dos atletas seja suficientemente forte para que não desistam. Até ao sucesso não há uma linha reta, existem muitas curvas e contracurvas.”

Vítor Pataco, presidente do Instituto Português do Desporto e Juventude, destacou o pioneirismo do Encontro Nacional de Esperanças Olímpicas: “É uma iniciativa inovadora”. E reforçou a importância de os pais estarem presentes: “São uma variável esquecida, mas fundamental”, tendo acrescentado que os atletas “não estão sozinhos. Juntos, com os pais, podem tomar as decisões corretas”, no sentido de poderem conciliar as carreiras académica e desportiva.

O diretor desportivo do COP, Pedro Roque, sublinhou o significado do evento: “Estar nos Jogos Olímpicos, para muitos, é um sonho, para os atletas que aqui estão já é mais do que isso, trata-se de um objetivo.”

O Encontro Nacional de Esperanças Olímpicas prosseguiu no Centro de Estágio do Jamor, com a realização de uma avaliação de psicologia, a cargo de Ana Bispo Ramires, e a apresentação da Comissão de Atletas Olímpicos, feita por João Rodrigues, o atleta português com mais presenças em Jogos Olímpicos – sete –, e Ricardo Bendito.

Paralelamente, no Centro de Alto Rendimento (CAR) do Jamor, realizou-se um seminário para treinadores. Na primeira sessão, intitulada da Iniciação ao Alto Rendimento, foram feitas as seguintes comunicações:

– “A influência do percurso infanto-juvenil na fase de transição para o alto rendimento” – Olímpio Coelho

– “Identificação e desenvolvimento de talentos em jogos desportivos” – Anna Volossovitch

– “A importância da análise da atividade competitiva no processo de preparação desportiva dos atletas integrados na fase do treino intensivo de alta especialização” – António Vasconcelos Raposo.
Foi moderador João Barata.

A mesa seguinte, “Medicina, Psicologia e Nutrição”, teve as comunicações:

– “Treinar jovens. É um benefício ou um risco?” – José Gomes Pereira

– “Impacto de biomarcadores hormonais no treino e na performance” – Jaime Milheiro

– “A transição de carreira entre júnior e sénior: o Triangulo treinador, atleta, encarregados de educação” – Ana Bispo Ramires

– “Nutrição e alimentação no crescimento e desenvolvimento de jovens atletas” – Cláudia Minderico. Moderou José Serrador.

No centro de treino do atletismo, os jovens atletas interagiram em diversas atividades, rodando por estações centradas no Atletismo, Judo, Tiro, e também no Programa de Educação Olímpica do COP.

Finalmente, houve um wokshop de controlo e avaliação do treino para treinadores no Laboratório do CAR Jamor.

DOMINGO PROSSEGUE A AÇÃO

Este domingo, realizam-se testes no CAR, no período da manhã, e à tarde, na Faculdade de Motricidade Humana, o Encontro Nacional de Esperanças Olímpicas tem na interação entre os jovens atletas e Fernando Pimenta, João Pereira e João Rodrigues um dos seus momentos altos.

Fernando Pimenta (Canoagem), medalhado olímpico e campeão do Mundo, João Pereira (Triatlo), 5.º classificado nos Jogos Olímpicos Rio 2016 e medalha de ouro nos Jogos do Mediterrâneo Tarragona 2018, e João Rodrigues (Vela), com sete participações em Jogos Olímpicos, partilharão experiências junto dos jovens atletas que trabalham para atingir os Jogos Olímpicos Paris 2024.

Artigos Relacionados

Patrocinadores/Parceiros Nacionais