Pavilhão Atlântico foi o palco de momento emocionante antes da partida para Londres

O Pavilhão Atlântico abriu portas este domingo para receber a Missão Olímpica e Paralímpica que irão representar Portugal em Londres. Perante o olhar atento de mais de 2500 espectadores, as comitivas subiram ao palco no final do espectáculo para cantarem em uníssono o Hino Nacional, interpretado pelos Xutos&Pontapés, e sentirem o apoio do povo português, que fez questão de demonstrar que está ao lado dos seus atletas.

Este foi o encerrar de um espectáculo que visou homenagear o Olimpismo, os seus heróis e aqueles que irão estar em Londres a representar as cores nacionais. Ambição Olímpica é o nome deste espectáculo que teve condução de Catarina Furtado e José Carlos Malato, com honras de transmissão em directo na RTP1, e que evocou artisticamente os principais valores do desporto Olímpico e Paralímpico, do Património e da Identidade Nacional.

Foi um espectáculo dinâmico, emocional, interactivo e vanguardista que resultou num grande momento multimédia, onde a originalidade e criatividade dos conteúdos de vídeo “vestiram” toda a arena, numa constante metamorfose visual, estética e policromática. Uma evocação dos valores olímpicos essenciais como o Orgulho, o Equilíbrio, a União, a Identidade e a Determinação.

O espectáculo dividiu-se em sete actos performativos, que homenagearam as diversas modalidades, e contou com a participação especial dos Xutos e Pontapés. A Direcção de Produção ficou a cargo da TAVOLANOSTRA – Eventos Globais e a Direcção Artística da Paulo Magalhães Produções.

Ao longo das duas horas de espectáculo, foram vários os momentos de vibração da plateia, dada a grandeza e brilhantismo das performances, bem como devido ao recordar de momentos únicos da história do Olimpismo nacional, como foram as conquistas das quatro medalhas de ouro por Carlos Lopes, Rosa Mota, Fernanda Ribeiro e Nélson Évora. Este último marcou presença na cerimónia, tendo sido muito saudado por todos os presentes.

Antes da subida ao palco das Missões Olímpica e Paralímpica, houve ainda tempo para as mensagens dos Presidentes de cada Comité, bem como para o responsável da empresa Identidade Nacional, que idealizou e produziu o espectáculo Ambição Olímpica.

O espectáculo terminou com a actuação dos Xutos&Pontapés que durante uma hora aqueceram as bancadas do Pavilhão, que se mantiveram muito bem compostas até final do concerto.

Ambição Olímpica em números:
? 3 Meses de Pré-Produção;
? 8 Dias de montagem, ensaios, espetáculo e desmontagens no Pavilhão Atlântico;
? 350 Profissionais envolvidos (produção, artistas, técnicos, televisão);
? 100 Artistas (bailarinos, ginastas acrobatas, artistas aéreos, artistas circenses, percussionistas, performers);
? Mega área de projecção de vídeo com 900 m2 
? Pela primeira vez em Portugal, projecção simultânea de frontal e palco de conteúdos em computer graphics integration, produzido em after efects, cinema 4D e 3D Max.
? Utilização de 8 Projectores de 35.000 Lumens;
? 80% da Iluminação assegurada em Leds;
? Suspensão artística e performances aéreas assegurada com a construção na grid do Pavilhão Atlântico de uma “cat walk”  – apoio à suspensão de artistas e de adereços;
? Utilização de uma calha de 20 metros sobre a área de projecção para suspensão e movimento de artistas aéreos que percorrem a área de projecção;
? Utilização de 3 estruturas truss circulares, tendo a maior 8 metros de diâmetro, que proporcionará movimento alternado ascendente e descendente de adereços durante as performances artísticas.

Veja aqui as fotos do evento.

Artigos Relacionados

Patrocinadores/Parceiros Nacionais