O velejador Rodolfo Pires está no 3º lugar na classe Byte CII, após quatro regatas disputadas. O jovem atleta, de 15 anos, subiu na geral estando neste momento entre os lugares de pódio. Depois de ontem ter terminado o dia em 8º lugar, Rodolfo Pires fez hoje um nono e um quarto posto, nas duas regatas que foram disputadas após algum tempo de espera devido às condições de vento. Algo que o velejador destacou entre as muitas dificuldades sentidas. “Temos tido uma série de dificuldades com as regatas, é um percurso muito complicado, com muitas falhas e variações de vento. O vento varia 40° e há zonas do campo que têm muita pressão do vento e outras que não têm pressão nenhuma. Esta é uma regata que tem uma grande pressão psicológica porque há alturas em que metade dos participantes podem estar parados por falta de vento e os restantes a navegar”, explicou Rodolfo Pires ao site do COP.

Também Mafalda Pires de Lima subiu na geral na prova feminina. Depois de ontem ter visto a sua primeira regata ser desclassificada, a velejadora fez um 13º e 9º lugares nas duas regatas de hoje subindo ao 17º lugar da geral. Apesar de tudo, Mafalda mostra-se confiante para a restante prova. “Tenho sentido muitas dificuldades em estar na frente da regata e tenho sido um pouco penalizada. Como posso deitar uma regata fora, o meu objetivo é entrar no top 10 da prova final”.

Amanhã os dois velejadores regressam ao campo de regatas para mais três regatas, assim as condições de vento o permitam. A primeira está agendada para as 4h de Portugal Continental (11h locais).

Na Natação, Florbela Machado e Tamila Holub estrearam-se na competição, na prova dos 800m livres, tendo conseguido alcançar o melhor resultado da modalidade nesta edição dos Jogos até ao momento. Florbela foi 12ª, com o tempo de 8:54.50, e Tamila ficou em 13º lugar, com o tempo de 8:57.83. As duas nadadoras falharam assim a final, mas ficaram na primeira metade da tabela. Para Florbela Machado, que apenas competia nestra prova, o balanço foi positivo. “A prova foi boa, só queria fazer a melhor marca desta época, tinha sido feita no nacional no final de julho e senti-me um bocado cansada, mas o resultado foi bom. O meu objectivo era ficar entre os 16 melhores e fiquei em 12º. Fiquei feliz, dentro das minhas expectativas.”

Já Tamila regressará amanhã à piscina olímpica de Nanjing, para a prova de 200m livres, a partir das 3h00 de Portugal (10h locais). Sobre a prova de hoje, terminou com o sentimento de dever cumprido. “Correu mais ou menos bem, como sempre tentamos fazer o nosso máximo e tenho a certeza que o fiz, como comprova o facto de ter chegado esgotada ao final, apesar do tempo ter sido um pouco pior comparativamente ao meu recorde pessoal”.

Por fim, na prova de BMX, Portugal conseguiu hoje os primeiros pontos nas provas de ciclismo dos Jogos Olímpicos da Juventude, graças à presença de Ana Silvestre e de Bruno Machado nas meias finais de BMX.

Bruno Machado iniciou a competição com um auspicioso décimo lugar no contra-relógio de apuramento de BMX, o que lhe garantiu a passagem às meias finais. Nas eliminatórias de acesso à final, o corredor minhoto voltou a evoluir a bom nível, sendo o segundo melhor dos corredores que não conseguiram uma das oito vagas na final, que seria ganha pelo holandês Niek Kimmann. Este resultado permitiu a Portugal somar 20 pontos, que garantem o 18.º lugar na classificação geral, entre 32 equipas, numa tabela que é liderada pela dupla holandesa formada por Niek Kimmann e Wiebe Scholten.

No final, Bruno Machado revelou ter superado as suas próprias expectativas. “À partida o importante era passar a primeira fase, consegui, depois tentei passar à fase seguinte e fiquei por um lugar de passar. Mas foi muito bom, superou aquilo que eu estava à espera. Tive várias dificuldades porque não é uma prova a que esteja habituado, costumo fazer estrada e XCO.”

Ana Silvestre, também com mais experiência no BTT e na estrada, defendeu-se na corrida de BMX, alcançando o 17.º tempo na qualificação, apurando-se para as meias finais, onde acabaria eliminada. “O BMX não é a prova em que me sinto mais à vontade mas acabou por correr bem. Nas qualificações fiz 17º, depois a primeira manga consegui qualificar-me para as meias finais e acabei em 15º lugar. Para mim foi excelente, esta foi a minha segunda prova e tive um bom lugar”, afirmou a jovem ciclista nacional.

A vitória na prova de BMX foi para a equatoriana Domenica Azuero, resultado que permitiu à dupla do Equador assumir o comando da geral feminina. Portugal está no 27.º lugar.

Bruno Machado e Ana Silvestre voltam a competir, na próxima madrugada, nas corridas de cross country olímpico.

Esta quarta-feira serão seis os atletas em prova. Aqui fica o calendário para amanhã:

PROVA

ATLETA

HORA LOCAL

HORA PT

Ciclismo – XCO – Feminino

Ana Silvestre

09:00

02:00

Natação – 200m Livres – Eliminatórias

Tamila Holub

10:00

03:00

Ciclismo – XCO – Masculino

Bruno Machado

10:30

03:30

Vela – Byte CII

Mafalda Pires de Lima

11:00

04:00

Vela – Byte CII

Rodolfo Pires

11:00

04:00

Natação – 200m Livres – Final

Tamila Holub

18:00

11:00

Ténis de Mesa – Equipas Mistas – 1ª ronda

Diogo Chen e Adina Diaconu (ROM)

20:00

13:00

NOTA: A bold as provas que carecem de apuramento para serem disputadas.

Patrocinadores/Parceiros Nacionais