Decorreu ontem no auditório do Comité Olímpico de Portugal a primeira conferência do ciclo de conferências Desporto para o Desenvolvimento, com a presença Kurt Wachter, coordenador do FairPlay-VIDC – Vienna Institute for International Dialogue and Cooperation.

No actual contexto de globalização, a relevância social do desporto, como meio de promoção de politicas de desenvolvimento e cooperação, tem sido há mais de uma década fortemente incrementada pelo Comité Olímpico Internacional em estreita ligação com as Nações Unidas – tendo o estatuto de observados da Assembleia Geral da ONU – ganhando uma nova centralidade e relevância nas relações internacionais com os países em desenvolvimento, particularmente no quadro dos Objetivos do Milénio, bem como na recente Agenda 2020 do COI. Com mais de 400 projectos e organizações oficialmente registadas na Plataforma Internacional de Desporto para o Desenvolvimento e Paz –  http://www.sportanddev.org/,  Kurt Wachter abordou o enquadramento estratégico do desporto para o desenvolvimento e a paz no seio da ONU, como um meio de elevado potencial para o progresso global da saúde, educação, desenvolvimento e resolução de conflitos, através de uma contextualização histórica e análise critica às formas de cooperação, relações de poder e usos do desporto como meio de desenvolvimento para a paz.

Uma das questões críticas trazidas a debate, moderado por João Paulo de Almeida, Diretor Geral do COP, prendeu-se, através da análise de casos empíricos, com a adopção do modelo tradicional hegemónico de globalização neocolonialista por parte do países do Norte mais industrializados, com a transposição, supostamente apolítica, dos recursos dos doadores do Global Norte, para os receptores do Global do Sul, tendo também sido dado particular enfoque ao contexto da lusofonia, e às potencialidades do desporto no quadro das políticas de cooperação e desenvolvimento dos países da CPLP.

Patrocinadores/Parceiros Nacionais