O Comité Olímpico de Portugal (COP) realizou este domingo pela primeira vez uma ação de formação sobre integridade e manipulação das competições desportivas destinada a árbitros de Voleibol.

A ação, a cargo de João Paulo Almeida, diretor-geral do COP, e de Joana Gonçalves, gestora de projeto, teve lugar no Porto, no auditório da Federação Portuguesa de Voleibol, durante o estágio nacional de árbitros, no qual participaram cerca de 70 elementos.

O programa de integridade do COP já tem mais de 40 entidades aderentes.

Patrocinadores/Parceiros Nacionais