O Comité Olímpico de Portugal vai organizar o Congresso Nacional Olímpico, na cidade da Maia, que é uma das Cidades Europeias do Desporto em 2014. O Congresso decorrerá nos dias 3 e 4 de março, na Tecmaia, e terá como tema “Pensar o olimpismo – Um testemunho para o futuro”. Este evento visa criar um fórum aberto à participação de entidades, agentes e atores sociais e desportivos interessados em participar e debater a temática olímpica na sua dimensão social e institucional, seguindo as orientações programáticas da atual Comissão Executiva do COP. Este ciclo de reflexão aberto à sociedade irá realizar-se quadrienalmente, preferencialmente ajustado aos ciclos olímpicos.

Pretende-se aprofundar, discutir e desenvolver a agenda política do COP em torno dos temas mais prementes no âmbito da sua governação, como sejam a sustentabilidade do modelo de financiamento ao desporto em Portugal, a gestão dos programas olímpicos, os Jogos Olímpicos Rio 2016 ou a afirmação da língua portuguesa no seio do movimento olímpico.

Para cumprir com eficácia este objetivo importa abrir o COP e estes problemas à discussão da sociedade civil, e não apenas dos agentes e organizações desportivas, valorizando e enriquecendo assim a mensagem olímpica com diferentes contributos provenientes de um debate alargado sobre os desafios mais prementes do movimento olímpico nacional, através de um evento com a necessária projeção junto da opinião pública.

As temáticas já definidas para debate serão as seguintes: elevar o valor desportivo nacional; educação Desportiva, Educação Olímpica; o desporto e o olimpismo na afirmação da língua portuguesa; a gestão de carreiras desportivas na era da informação; a gestão dos programas olímpicos; potenciar o desenvolvimento desportivo – Os fatores críticos; e a sustentabilidade financeira do alto rendimento e da preparação olímpica em Portugal.

O Congresso Nacional Olímpico destina-se não só a atletas, técnicos, dirigentes e gestores desportivos, envolvidos em projetos e programas olímpicos, mas também a empresas, instituições universitárias, associações, fundações, instituições de solidariedade social e entidades administrativas e políticas interessadas em aprofundar e debater a importância do desporto e do olimpismo no desenvolvimento social e cultural do país, bem como o seu potencial económico na projeção internacional de Portugal.

O programa, os oradores nacionais e internacionais convidados, entidades envolvidas, parceiros, etc., serão anunciados oportunamente, assim como as condições de participação.

Patrocinadores/Parceiros Nacionais