No dia 12 de novembro realizou-se a Assembleia Geral para balanço e eleição da Coordenação da PAR – Plataforma de Apoio aos Refugiados, Centro de Congressos da Universidade Católica Portuguesa, em Lisboa.

Ao longo deste ano foi possível desenvolver um conjunto significativo de ações que permitiram à PAR, com todas as suas organizações, contribuir para que Portugal seja hoje uma referência na capacidade de resposta às necessidades de acolhimento de refugiados.

Mas muito há ainda a fazer, e um dos desafios fundamentais desta Assembleia Geral foi mobilizar novamente a sociedade portuguesa para o acolhimento das muitas famílias de refugiados que estão neste momento preparadas para vir para Portugal, havendo a necessidade de aumentar consideravelmente a capacidade de acolhimento do programa PAR Famílias, que muito em breve esgotará as ofertas disponíveis.

O COP, apoiante da PAR desde a sua fundação, esteve presente na Assembleia tendo tido oportunidade de entregar a mais 16 famílias de refugiados (48 % feminino; 53% de jovens) alojadas no norte e centro de Portugal, a mochila “Viver o Desporto – Abraçar o Futuro” contendo o equipamento e as condições para desenvolverem a prática desportiva nos seus locais de acolhimento.

Foram entregues mochilas para as seguintes modalidades: Basquetebol (1); Corrida (13); Dança (1); Fitness (5); Futebol (8); Futsal (1); Ginástica (10) e Natação (11).

 

A Assembleia renovou a confiança no coordenador, elegendo o Dr. Rui Marques para coordenar mais um mandato. O COP passou a fazer parte da Comissão Executiva da PAR.

 

Sobre a PAR

A PAR – Plataforma de Apoio aos Refugiados é uma rede de organizações da sociedade civil portuguesa para apoio aos refugiados na presente crise humanitária.

A PAR foi formalmente reconhecida pelo Governo Português através de um protocolo de cooperação e é membro do Grupo de Trabalho para a Agenda da Migração.

Enquanto movimento da sociedade civil, a PAR valoriza muito o trabalho e o envolvimento dos cidadãos e das organizações.

A PAR pretende aumentar o nível de consciencialização pública da sociedade portuguesa tendo em vista a criação de um ambiente de acolhimento favorável, a integração e o apoio aos refugiados através da desmistificação de estereótipos e preconceitos, e a promoção de um exercício de empatia com todos aqueles que fogem da guerra e procuram proteção humanitária.

 

PAR Famílias  (Programa apoiado pelo COP) 

É um projeto de acolhimento e integração de crianças refugiadas e suas famílias em Portugal, em contexto comunitário, disperso pelo país, com o envolvimento de instituições locais que assumam essa responsabilidade face a uma família concreta.

Patrocinadores/Parceiros Nacionais