O Comité Olímpico de Portugal (COP) homenageou hoje o NRP Sagres e a sua guarnição, assim como a Marinha Portuguesa, numa cerimónia que decorreu na Base do Alfeite, em Almada, a bordo do Navio Escola Sagres, que foi a Casa de Portugal no Rio 2016 e que foi distinguida em duas categorias nos Prémios das Casas de Hospitalidade Rio 2016 da Associação Comercial do Rio de Janeiro.

Na cerimónia de hoje, José Manuel Constantino, Presidente do COP, entregou Diplomas de Reconhecimento a toda a guarnição do NRP Sagres, assim como as restantes elementos da Marinha Portuguesa presentes, para além de uma oferta simbólica de uma peça de equipamento da Equipa Olímpica de Portugal a todos os elementos da guarnição.

No seu discurso, José Manuel Constantino referiu que “para o COP esta viagem teve um significado muito especial. Demos a conhecer ao mundo um dos símbolos de Portugal no mundo. Foi uma embaixada itinerante no Rio de Janeiro e estamos profundamente gratos por isso.”

Tendo ainda destacado a “forma afável, simples e diligente como a Marinha Portuguesa recebeu a nossa proposta para que a NRP Sagres fosse a Casa de Portugal nos Jogos Olímpicos e a tornou real. A Marinha deu um exemplo ao país de como valorizar Portugal”.

A terminar, o Presidente do COP revelou ainda a vontade de que esta iniciativa possa ser reeditada na próxima edição dos Jogos Olímpicos, em Tóquio, em 2020.

O Chefe do Estado-Maior da Armada (CEMA) Almirante Macieira Fragoso manifestou também o seu orgulho por esta parceria. “Aceitámos este desafio pois permitia à Marinha cumprir um dos seus maiores desígnios: Servir Portugal. Foi uma missão de serviço e uma honra para a Marinha e para o NRP Sagres. Permitiu que Portugal e a sua Marinha estivessem em foco no Rio de Janeiro durante o maior evento multidesportivo do mundo.”

O CEMA Almirante Macieira Fragoso disse ainda que “a presença no Rio de Janeiro permitiu ainda à Marinha cumprir outro dos pontos da sua missão, fazer diplomacia. Foi também uma forma de aproximação entre a Marinha de Portugal e do Brasil, para além de um promotor das empresas portuguesas no Brasil”.

Quanto ao repto lançado pelo Presidente do COP, afirmou que “a Marinha está sempre pronta a colaborar nestes eventos. Em Tóquio 2020 esperamos estar em condições de dar sequência a esta experiência engrandecedora de Portugal”.

Nota para a presença na cerimónia da velejadora olímpica Joana Pratas, que representou Portugal em três olimpíadas: Atlanta, Sydney e Atenas e que fez toda a travessia Atlântica até ao Rio de Janeiro a bordo do Navio Escola Sagres.

Recorde-se que o NRP Sagres foi a Casa de Portugal nos Jogos Olímpicos Rio 2016, a primeira Casa de Hospitalidade de sempre do nosso pais nos Jogos, e teve mais de 50.000 visitantes ao longo de mais de duas semanas, durante o período dos Jogos Olímpicos.

 

FOTOS: Marinha Portuguesa

Patrocinadores/Parceiros Nacionais