O Conselho Nacional dos Profissionais de Educação Física e Desporto (CNAPEF) e a Sociedade Portuguesa de Educação Física (EF) tomaram esta sexta-feira posição sobre a Educação Física no 1.º Ciclo do Ensino Básico (CEB), chamando a atenção para a necessidade de “distinguir claramente a EF no 1.º Ciclo, que é uma área curricular obrigatória dos anos deste Ciclo do Ensino Básico a que todos os alunos têm direito, das denominadas AEC (Atividades de Enriquecimento Curricular) ou AFD (Atividade Física Desportiva), que são de caráter facultativo e, por isso, chegam não só a um menor número de alunos, como estão integradas em projetos exteriores à escola e protagonizados por um número muito diversificado de entidades”, segundo pode ler-se no documento (em anexo).

A CNAPEF e a SPEF apelam igualmente à “mobilização dos atores que devem protagonizar o desenvolvimento da EF no 1º CEB, nomeadamente as direções, os professores titulares do 1º CEB e os professores de EF de cada agrupamento.”

As duas organizações defendem ainda a generalização da “coadjuvação em EF no 1º Ciclo a todas as escolas do Ensino Público, através da atribuição de um crédito de horas letivas aos professores de EF dos agrupamentos, para que todos os alunos possam beneficiar de condições similares no cumprimento do currículo nesta disciplina, procurando ainda que se garantam as condições físicas e materiais para que a lecionação desta área seja possível.”

2019 Posição sobre o 1º Ciclo 04jan

Patrocinadores/Parceiros Nacionais