As competições arrancam amanhã, dia 17 de agosto, mas os atletas têm treinado intensamente. Sara Raposeiro, atleta portuguesa de ginástica artística, reconhece que as instalações têm condições ótimas, sobretudo dos aparelhos. Com espaços amplos e equipamentos suficiente para todos os atletas, Sara afirma que “as instalações têm melhores condições do que as que tenho em Portugal”.

José Fonseca, treinador da atleta Jéssica Barreira, encontra algumas limitações no local de treino. “Nós utilizamos o setor dos saltos. No setor existem duas caixas de saltos, o que na minha opinião é pouco num evento destes com tantos atletas”, afirma. Para a atleta de triplo salto, Jéssica Barreira, a principal preocupação é conhecer a pista de prova. “Não treino na pista de prova e seria muito bom se fosse possível ir ao estádio conhecer a pista, se é mais rápida ou não, especialmente para acertar a corrida”, reforça. O treinador partilha a opinião da atleta, concluindo que seria “fundamental ter a possibilidade de ter um treino de adaptação, uma vez que a pista é nova e deve ser mais rápida.”

Ana Lopes, atleta da modalidade de ciclismo, encontra nos locais de treino um número imenso de desportistas. Para Ana é “agradável porque, por estarmos juntos, conseguimos ter a perceção de como os outros países funcionam no ciclismo e o que fazem”. Para a atleta que irá competir nas provas de XCE, contrarrelógio e estrada, “o percurso de estrada acaba por ser bastante duro, o de BTT não é muito técnico mas é muito duro e é difícil controlar a respiração.”

“É bom, especialmente nestas idades, que eles encontrem algumas dificuldades que não encontram em casa e daqui para a frente será sempre assim”, ressalva Jorge Rodrigues, treinador da atleta Ana Fernandes de lançamento de martelo. Com milhares de atletas e dezenas de modalidades desportivas, os eventos olímpicos apresentam uma série de desafios para os atletas.

Em Nanjing 2014, competem 28 modalidades desportivas, repartidas por um total de 35 espaços desportivos. Os atletas deslocam-se pela cidade para treinar e para competir frente aos melhores do mundo. Nos JOJ de Nanjing existem 27 espaços de competição, que também servem de instalações de treino, e 8 instalações apenas dedicadas aos treinos dos atletas antes e após as competições.

Nos JOJ o objetivo principal, relativamente às instalações desportivas, é reabilitar e adaptar locais às modalidades desportivas. Apenas em casos excecionais são construídas novas instalações.

Os segundos Jogos Olímpicos da Juventude (JOJ) de verão, realizados em Nanjing, na China, são dedicados aos melhores atletas do mundo, com idades compreendidas entre os 15 e os 18 anos. No total, são cerca de 3800 atletas que, entre 16 e 28 de agosto competem pelas mais ambicionadas medalhas olímpicas.

 

Patrocinadores/Parceiros Nacionais