Angra do Heroísmo será, a 23 de junho, o palco das comemorações nacionais do Dia Olímpico, uma iniciativa anual que remonta a 1948 e a que Portugal aderiu desde a primeira hora, tendo sido um dos nove países a fazê-lo desde o seu arranque, através do Comité Olímpico de Portugal (COP).

A Celebração do Dia Olímpico não se destina apenas a celebrar aquele que é, sem dúvida, o maior, mais diversificado e mais participado acontecimento desportivo à escala planetária, onde os atletas buscam a superação física, emocional e desportiva, mas também o espírito, os ideais e os valores do Olimpismo que acrescentam à Excelência, a Amizade e o Respeito.

Todo o imaginário que envolve os Jogos Olímpicos remete não só  para os extraordinários feitos desportivos, em que se assinalam novos recordes em todas as modalidades, mas também para o forte simbolismo humanitário dos Jogos da nova era, pós-II Guerra Mundial, bem patentes nos vários símbolos Olímpicos, desde os Anéis Olímpicos, que constam da sua bandeira, representando a união dos continentes e o encontro de atletas do mundo inteiro, passando pelo seu Hino, até à Chama Olímpica, que anuncia os Jogos Olímpicos e transmite uma mensagem de paz e amizade entre os povos.

São estes os valores e ideais que o Município de Angra do Heroísmo quer ver os jovens angrenses a abraçar e que motivaram a candidatura apresentada ao COP para que a celebração nacional se realizasse na primeira cidade portuguesa património mundial. Esta candidatura realçou o facto de Angra do Heroísmo ser um dos municípios com maior taxa federativa do país e um dos primeiros a ser reconhecido com o galardão de Município Amigo do Desporto.

O presidente do Comité Olímpico de Portugal, José Manuel Constantino, explicou a opção: “Escolher Angra do Heroísmo e a Região Autónoma dos Açores para palco das comemorações oficiais do Dia Olímpico em 2019 é homenagear uma parte do território nacional que tem tido um contributo inestimável para o desenvolvimento desportivo de Portugal”.

As comemorações terão início na primeira quinzena de maio, com atividades lúdicas e desportivas para experimentação de diversas modalidades, que serão levadas a cabo nas EBI de Angra do Heroísmo e dos Biscoitos e nas EBS Tomás de Borba e Jerónimo Emiliano de Andrade. Do programa constam ainda palestras e diversos eventos sociais, pedagógicos e desportivos, entre os quais se destaca a Corrida Olímpica no dia 25 de maio, com início pelas 15h00, no cento histórico de Angra. O programa culminará com a celebração do Dia Olímpico, a 23 de junho, na Praça Velha.

“É para nós motivo de enorme regozijo e satisfação, mas principalmente uma grande honra, que Angra do Heroísmo seja, este ano, a cidade portuguesa onde se assinalará o Dia Olímpico. O facto da celebração do Dia Olímpico ter lugar em plenas Sanjoaninas eleva ainda mais a responsabilidade e o orgulho com que queremos dignificar e promover os ideais olímpicos, não só com os angrenses, mas com todos os que nos visitam durante as nossas festas maiores” – disse, a propósito, o vereador da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo, Guido Teles.

O evento contará também com o apoio da Direção Regional do Desporto dos Açores.

Patrocinadores/Parceiros Nacionais