Portugal somou esta manhã a sua oitava medalha na primeira edição dos Jogos Europeus! Ana Rente e Beatriz Martins conquistaram o Bronze na prova de Trampolim Sincronizado Feminino, naquela que é a primeira medalha feminina de Portugal em Baku!

Depois de terem conseguido apurar-se para a final no 6º e último lugar de acesso à fase decisiva da competição, a dupla lusa esteve em grande nível superando três pares concorrentes e terminando no 3º lugar, a apenas uma décima da prata, conquistada pelo duo gaulês. A vitória foi da Rússia, que subiu ao mais alto lugar do pódio.

Depois de terem somado 83.000 pontos nas eliminatórias, as duas ginastas realizaram uma série de nível elevadíssimo com uma qualidade técnica notável conseguindo subir para o terceiro lugar graças a um exercício pontuado com 44.500.

Após receberem a medalha, ambas estavam eufóricas com a conquista. “É uma sensação ótima chegar aos primeiros Jogos Europeus e conseguir uma medalha. Ficamos a apenas uma décima do 2º lugar o que nos dá ainda mais motivação para continuar o bom trabalho. Sermos as primeiras mulheres a conseguir uma medalha em Baku é um enorme orgulho e esperamos que mais mulheres continuem a conquistar medalhas para Portugal”, disse Ana Rente visivelmente feliz.

Sobre o facto de serem uma dupla recém formada, Beatriz Martins revelou que tinham ambições realistas. “Só após o apuramento para os Jogos nos tornámos uma dupla. Por isso, o objetivo era prepararmo-nos e fazermos o melhor possível. Mas obviamente depois de estarmos na final começamos a pensar em conseguir algo mais”.

Portugal aumenta assim para oito o número de medalhas conquistadas nos Jogos Europeus Baku 2015. Esta é a segunda de bronze, que se junta a quatro de prata e duas de ouro. Destaque para o facto de ser a primeira medalha ganha por atletas femininas portuguesas!

Na prova masculina de Trampolim Sincronizado, Diogo Ganchinho não foi feliz na sua final, ao cair no exercício. Apenas conseguiu somar 13.245 pontos, terminando em 6º e último esta final. Contudo, merece realce que o ginasta olímpico foi 6º entre mais de 20 atletas que participaram nesta prova nos Jogos Europeus.

 

Inês Germano e João Martins foram quintos na final de Equilíbrio de Pares Mistos

Também hoje chegou ao fim a competição de Ginástica Acrobática, onde o par misto Inês Germano e João Martins terminou no 5º lugar, a duas posições do pódio, com a pontuação de 26.920, apenas superados pelas duplas da Rússia, Bélgica, Reino Unido e Ucrânia. Foi uma excelente prestação da dupla lusa, que já havia conseguido o mesmo lugar na final do Concurso Completo.

Nas eliminatórias, a dupla também havia sido quinta, lugar que valeu o acesso à final, mas com uma pontuação ligeiramente inferior à de hoje, 26.830 pontos.

 

Filipe Cardoso foi o melhor na prova de Estrada

Filipe Cardoso, 17.º classificado, foi o melhor português na prova de fundo dos Jogos Europeus, hoje ganha pelo espanhol Luis León Sánchez, numa prova de 215,8 quilómetros.

O português resistiu no grupo dos favoritos até faltarem cerca de 10 quilómetros para o final, apenas cedendo terreno na última subida do circuito. Filipe Cardoso acabou a prova a 1m01s do espanhol Luis León Sánchez, que venceu após um trabalho extraordinário do compatriota Jesús Herrada, que, após quase 200 quilómetros em fuga, ainda teve força para lançar o sprint do vencedor. Com o mesmo tempo do vencedor chegaram também o ucraniano Andriy Grivko e o checo Petr Vakoc, segundo e terceiro, respetivamente.

Filipe Cardoso foi o terceiro melhor elemento oriundo de uma equipa continental, tendo os dois corredores desta categoria que o antecederam chegado no mesmo grupo que o português, o que demonstra bem o desnível existente entre os conjuntos de primeira e segunda e divisão e os de categoria continental nas grande competições internacionais de fundo.

Edgar Pinto foi o segundo melhor ciclista da Seleção Nacional/Liberty Seguros, concluindo a competição no segundo grupo, na 38.ª posição, a 6m18s do vencedor. Numa corrida em que só 60 corredores chegaram ao fim, Fábio Silvestre, José Gonçalves e Rafael Reis não terminaram uma prova disputada sob mais de 30 graus.

Artigos Relacionados

Morrer na praia
27.06.2015
Lisboa2Baku
10.04.2015
Ciclismo
1.02.2014
Ginástica
1.02.2014

Patrocinadores/Parceiros Nacionais